Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESTAVA DE CALCINHA... E ELE VIU!!!!

Oi, meu nome é Bruno, tenho 26 anos, moro em Ipatinga, MG. Sou branco, 1,68, 66 kg, rosto bonitinho, tenho cara de mais novo. Corpo sem pêlos e, cá pra nás, uma bundinha que dizem ser muito gostosa.



Sempre tive tara por usar calcinhas, quando menor melhor. Fico horas no espelho experimentando e tirando, imaginando um macho tirando minha calcinha e alisando meu bumbum. A histária que passo a narrar aconteceu há uns 2 meses.



Sempre jogo futebol aos sábados com uma turma de peladeiros aqui em Ipatinga. O jogo começa por volta das 3 da tarde e 4 e meia já acabou. Sempre tenho a prática de ficar conversando com o pessoal, despistando para todo mundo sair e eu poder trocar de roupa sozinho no vestiário. Isso porque sempre trago comigo uma calcinha pequena pra vestir depois da pelada. E assim aconteceu neste dia.



Como todas as vezes, esperei todos saírem, tomei meu banho, enxuguei o corpo e vesti minha calcinha, pretinha, que fica linda na minha bundinha branquinha. Vesti uma camiseta e estava colocando a bermuda quando, de repente, o Marcelo entrou de uma vez no vestiário. Minha reação foi imediata, subi a bermuda rapidamente. Mas fiquei com a certeza que o Marcelo viu. Ele foi discreto, falou que tinha esquecido a chave de sua moto, pegou e saiu.



Marcelo era um cara totalmente normal (era o que eu pensava até então...). Da minha altura, rosto bonitinho, magro, com uma barriga de tanquinho de jogar futebol. Éramos bons amigos. Desde o acontecimento no vestiário que sempre que pensava nele ficava louco de tesão. Vestia calcinha e shortinho, tirava e batia uma punheta pensando nele.



Foi numa terça feira à tarde que a situação esquentou. Tinha ido até o centro de Ipatinga e deixei o celular em casa. Quando cheguei havia uma mensagem de texto: “Pensou que eu não vi.... vi e adorei... a calcinha ficou muito bem em você. Você sabe onde eu moro, e sabe que moro sozinho. Te espero aqui hoje a noite”. Era o Marcelo, gelei na hora, mas meu pau ficou duro e o cuzinho piscou.



Foi a tarde mais longa que já passei. Tomei um banho demorado, depilei os pelos do saco e do cuzinho (meu bumbum já é lisinho), pus uma calcinha de renda vermelha, fio dental, bermuda, tênis, camiseta. Peguei meu carro e fui.... com aquele friosinho na barriga.



Toquei o interfone do prédio e o Marcelo me mandou subir. Me recebeu com um aperto de mão, estava sem camisa e short, que pude perceber não usava cueca. Seu apartamento é muito aconchegante, bem decorado. Ao entrar logo ele veio com duas cervejas e começamos a beber e conversar coisas banais. Aí veio o assunto.



- Você está usando agora ou não....

- O que.. fiz de desentendido.

- Calcinha...

- Sim.

- Então espera aí que tenho uma surpresinha pra você....



Saiu da sala e foi até o seu quarto. Logo voltou com uma sacola e me entregou. Não acreditei no que vi. Uma mini saia, bem curta destes tecidos que colam no corpo e desenham a bunda, uma sandália de salto alto, mini blusa.



- Você quer que eu use...

- Claro, vai combinar com sua calcinha.



Dei uma risadinha, levantei e fui rebolando até o banheiro me trocar.



Quando voltei o pau dele despontava no short. Ele me abraçou e me deu um beijo delicioso. Sua mão alcançou minha bunda e começou a me amassar. Não estava acreditando que estava ali, vestido de mulher, nos braços de um amigo. O tesão foi demais, abaixei, tirei o short dele e tomei um susto quando vi seu pau...... Maravilhoso, 22x9 (depois eu medi).



Meti a boca, chupei por uns 5 minutos, melando a cabeçona roxa de saliva. Ele me perguntou se eu ia aguentar no cuzinho. Disse que com certeza, ia adorar.



- Fica de quatro e arrebita bem a bunda.



Assim eu fiz e a pica começou a entrar... Comecei a gemer como uma putinha safada e pedia pra ele bater na minha bunda.... Nossa, como sou vadia na cama. Logo Marcelo se preparou pra gozar e eu, é claro, abri bem a boquinha e lambuzei minha boca toda de porra.



Este foi o começo, já fizemos outras loucuras juntos, como por exemplo, outro dia eu vesti uma calça suplex, bem colada me maquiei e nás trepamos na rua, dentro do carro.. Detalhes eu conto depois.



Quem gostou e quiser me encontrar, moro em Ipatinga e meu e-mail é [email protected]



Beijos,



Bruno

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


depilei minha virilha na clínica de estética e o cara gostou da minha xana contos eróticos cadela e putona famíliasconto erotico o cu da mendinga gostosaconto com onze anos trepei gostoso com meu padrasto que gozou na minha buceta inchadacontos eroticos nas prostitutas com mendigosdepilei minha virilha na clínica de estética e o cara gostou da minha xana cunhada medonha tarrada pra fudever vídeos antigos de novinhos mostrando seuspentelhos na webcontos eróticos mulecadavideos de porno sogro cardando a moraAmante de coxas grossa e bundao contoscontos fui passear com minha esposa na casa de um amigo e virei cornoo homem abre a periquita da mulher e chupa e coloca um botijão dentro da vajinhaConto erotico incesto japones, pais japoneses liberaiscontos namorada arrombada assaltantesConto comeu minha esposa e eu não percebiconto erotico sogra chata levou rolavideo pono pequano aprima do midocontos gays cheirando paucontos eroticosfudendo bucetinhas de dez anoscontos eronticos tia da perua escolacontos eróticos sou hetero mas deucontos eroticos minha mulher mandona e dominada ppr outrocontos eroticos incesto sutiaconto erotico castrado na favelaminha mulher e travesti contos eroticosconto erotico comendo o cu da freirasafada desde pirralha contosTennis zelenograd contocache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html e comecei a mamar aquele paumadura vadia chantageada por vizinhosconto erotico primeira vez que vi meu pai peladoconto+meu patrao taradoContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas gatas contos erotico gay negro dando pra brancocontos eróticos meu tio cego mim. fudeucontos eroticos dainfanciacasa dos contos incesto carlemprestei minha esposa putariacontos eroticos depois daquela pica a buceta da minha esposa nunca mais foi a mesmaConto erotico minha mulher alivia os punheteiroconto gay gozei na janelacontos eroticos de tias coroas mijonascontos tiachupa rolaContos.Minha.sobrinha.bucetuda.tomando.banho.contos de sexo com velhos babõesgarotada vem bucetinha pela primeira vezcontos de heteros branco comendo bunda negratravest tem um pau de 27cm e ama comer cu deulhercontos eróticos ele colocou o vibrador na potência máxima na minha bucetadei para o comedor do bairro filhos contoconto erotico padre fodendo casada rabudaPegando a prima logo cedo contoContos erotico uma cadela para toda matilhatravesti Juliana de primo metendocontos eroticos glaucia cdContos De maridos q empresto a esposasalto alto conto eroticoo amigo hetero me dominoumeninas deixando gozar nos seus chinelinhos havaianascontos eróticos de chuva com irmãcontos mulher infiel marido atento incestocontos eroticos brincando de esconde escondecontos eroticos na praiabucetas lindasconto erótico "comeu meu marido "esposa do amigo minha cadela contocontos eroticoso cu da cadelinhaconto+meu patrao taradoPorno sauna com loira e a namorada ciumentaSou casada e adoro usar baby doll curto contosdei pro meu genroeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestogarotinhos bem noviinhos cone!ando a bater punhetacontos erotico com minha sobrinha mais novagozando na boca da irma casada contocunhada gotosa dano o cu na cuzinhano cuConto erotico fazendo meu irmao vira um tranvestivoyeur de esposa conto erotico