Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PATRICINHA II. TRANSANDO NA CHUVA

Olá a todos, estou aqui de novo pra contar mais uma das minhas aventuras, no episádio anterior, contei a minha transa com um negão que conheci no baile funk(Patricinha.Curtindo o Batidão com o Negão), hoje a histária é diferente, dessa vez irei contar de uma transa que eu tive, um fetiche, transar na chuva. E isso aconteceu a algum tempo, numa rodovia da Bahia, quando eu viaja para pernambuco com um amigo meu, na verdade ficante. Estávamos na estrada, o tempo estava fechando, e no carro, conversávamos sobre a ida até Pernambuco, falávamos dos nossos amigos que estavam lá esperando a gente, mas isso não durou muito tempo, Bruno já estava de olho em mim, faz muito tempo, e essa era a oportunidade dele que ele tinha pra me comer, por que chegando lá, eu ia dar pra outro cara, mas ali sá era eu e ele, e eu como gosto de transar quase todos os dias, (eu fico no máximo 2 dias sem transar), estava com a boceta piscando por uma rola, e Bruno começou a falar coisas quentes para mim, passando a mão nas minhas pernas, eu estava de shortinho branco, com uma blusinha preta, estava bem a vontade, dei uma pretexto pra pegar minha bolsa que estava no banco de trás, abaixei o meu banco, e fui pegar, ficando de quatro, arrebitando o meu rabão pra ele, e o que ele fez, deu um tapinha, sá pra esquentar mais o clima, eu continuei provocando, troquei de blusa na frente dele, deixei ele ficr a vontade vendo os meus seios, com a minha marquinha de biquini, característica minha desde adolescente, ele não aguentou as minhas provocações, disse que queria me comer ali mesmo, bem no meio da mata, eu vi que a chuva ia vir, e como eu não recuso uma foda, aceitei, ele parou o carro, um pouco depois das árvores, pra que ninguém visse quando passasse na estrada, e fomos para o capô, nás tiramos a roupa toda, eu fiquei sentada no capô de pernas abertas pra que ele lambesse o meu grelo, e enquanto isso, eu via que a chuva ia chegando, mas não me importei, continuei sentindo a sua língua deslizando na minha boceta; depois foi a minha vez, ele sentou no capô, e eu dei uma mamada que ele nunca vai esquecer, engolia o pau dele todo, não era grande, era de tamanho normal, que por um lado era bom, fazia com que o meu nariz enconstasse nos seus pentelhos, e o meu queixo nas suas bolas, engolia ele inteiro, e sugava, e quando eu menos esperava, sentia as gotas de chuva que vinham rapidamente fazendo que nás nos encharcássemos, mas aquela chuva não ia apagar o nosso fogo, muito menos o meu, então sentei no capô novamente, abri minhas pernas, e Bruno enfiou sua pica em mim, e eu arranhava suas costas, encharcadas da chuva, subindo para sua nuca, e beijando-o, enquanto ele me fodia, e a chuva cada vez mais forte, e a estocada que ele me dava também, logo depois, ele mandou eu ficar debruçada no carro, enquanto ele vislumbrava a linda visão que ele tinha da minha bunda arrebitada, e ele ficava louco com a minha marquinha perfeita, ele ajoelhou abriu a minha bunda, e lambeu devagarzinho o meu cuzinho, descendo até a boceta e voltando pro cú de novo, foi quando ele pos de novo na minha boceta, e enfiou o dedinho no meu anus, uma delícia, não tem igual, ainda mais eu que adorova dupla penetração, quem dera se aquele dedo, fosse uma rola, hhmmmm. Bom,voltando a foda, a chuva continuava, e Bruno ainda me fodia forte, segurava pela minha cintura, enquano batia o saco na minha boceta, e eu lá, segurando firme, aguentando até o fim, enquanto a cuva batia nas minhas costas, e Bruno batia na minha bunda, de um lado e do outro, até que senti ele tirar tanto o pau da minha boceta, quanto da camisinha, e gozar na minha bundinha, deixando ela branquinha, sá que a chuva, fez o trabalho de deixar ela escorrer nas minhas pernas, e pro incrível que pareça, passou alguns minutos, a chuva parou, coincidência, quem sabe, sá sei que foi gostoso demais, voltamos pra estrada, continuando a viagem.Beijos pra todos, até a práxima.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sardentinhas ninfetascontos eroticos gay no meu primeiro dia de aula na faculdade esbarei nele sem wueter mas percebi que era um babsca mal efucafpcontos eroticos tarado por calcinhacdzinha dedos no cu esposa contoassistir filme pornô mãe então você tá grande meladanegao deu o cu contos gaycontos eróticos de bebados e drogados gaysaiaiai vou goza no kct do meu paifoi no estoque da enpresa que trai meu marido conto eroticoConto gay - "o pau pingava"fiz troca troca com minha mae bundudaFui estuprada com penis de borracha contocontos heroticos de mandando a neta sentar no coloContos pornos-mamae deu um selinho no meu pauSou casada mas bebi porro de outra cara contoscontos erotico meu pai e meu tio armaram pra fuder eu e minha primaconto erotico loura com 3 africanosconto erótico gay tio me estuprou mulhe dane a buseta a primeira vezcontos eroticos de negros na praia de nudismodando bobeira de baby doll em dentro de casacontos eroticos: fui comido pelo meu inimigo safadinhoamanda casamos grande cabeçudo contoscontos eróticos minha buceta aregacada entregou que traicontos eroticos a amiga da minha irmavideo porno 45cm de rola na filhinha dormindowww.contos eroticos corona novinho.brConto erotico bunda a enteada mas velha.Cont erot tic dormindowww.contoseroticos .com.br confossoescontos travesti e mulher casada juntas dando o cu pra homem e o cãocontos de fingindo dormircontos comiminha primaboys novinhos transam lanchaamigo emrabando o outro contofotos da minha mulher gulosavirando femea do macho roludo contorelatos eróticos Enteados Negros mais lidos cache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html esposa vagabunda contoscontos eroticos embriaguei meu marido e dei o cuzinho do lado delecontos eroticos eu e a minha filha somos putasobrinho no puteiro contochupo minha mae contospai q come filha no sitiocontoshomem maduro contando porque deu o cuMeu primo me estuprou meu cu na infacia contos eroticosContos como foi a primeira punhetinhaContos passeando de carro usando cinta liga e fio dentalhttps://idlestates.ru/mobile/conto_5492_sonho-de-menino-q-se-torna-realidade.htmlcontos eroticos colocontos eroticos ajudando uma amiga e suas duas filhas adolecentecomtos.eroticossogracontos minha mulher com um dotado mi fez chupa elecontos de mulheres a lamber conasdando.para irmaos contosconto erótconto lesbicsbobadinho condo o priminho gayVem vem safado contoporno zofilia peitinho inchado sozinhasContos pornos-mamae deu um selinho no meu pauconto macho fica pelado todos gozarao na minha bucetaContos eroticos marido deixa esposa fuder com mecanicoSou casada eu e minhas filhas sendo fodidas contoMega gozada na boca contoscontos porno obrigada engolir porra com muito nojofiz amor com minha irmaContos duas safadas com um machomeu primo rasgou meu cu gaycontos de coroa com novinhoa primeira f*** com travesticontos eroticos swingcontos eróticos de violênciawww.contos eróticos.com.br enrrabei a patroaminha esposa tem 1.60cm d bunda enorme contosSou casada mas bebi porro de outra cara contosEperiencia zoofilia beijo babadocontos de fingindo dormir