Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EM UMA DISCOTECA RUSSA

Ola amigos, esse e o primeiro conto que escrevo, para relatar algo que aconteceu comigo ha um ano atras(tinha eu na epoca, 19 anos de idade) e estava morando na capital russa, Moscou. Tinha ido a Russia para estudar a cultura e a lingua local. Bem, o choque foi muito grande, a cultura russa era totalmente estranha para mim e o fato de estar morando fora de casa pela primeira vez era uma coisa totalmente nova para mim. Vivia em uma quitinete alugada, mas a historia que eu conto nao aconteceu nessa quitinete e sim em uma discoteca, na minha primeira "noitada" na Russia.

Bem, um amigo meu chamado Pavel, me convidou para uma noitada de bukhat'(chapar o coco), e como manda os bons costumes russos, nunca recuse um convite para beber. Entao marcamos de nos encontrar em uma estacao do metro (para esclarecer, meu amigo Pavel falava ingles, pois na epoca eu ainda falava russo muito mal). Nos encontramos, ele me levou para a "kvartira" dele(apartamento) e la estavam mais 3 russos, bem bebados. Resolveram fazer um desafio para o estrangeiro(eu, rsrs), me colocaram para beber vodka pura, para passar no teste, tinha que virar um copo de vodka inteiro sem pausa. Com dificuldade passei no teste, e nao aguentei mais beber vodka. Bem, eles beberam mais(russos amam bebida) e depois nos fomos todos para a discoteca que ficava a uns 19 minutos a pe do apartamento de pavel.

Chegando a discoteca, fiquei impressionado pelo alto numero de mulheres, 19 mulheres para cada homem e todas elas eram lindas e maravilhosas(eu ainda levaria 3 meses para me acostumar com a beleza russa), pedi uma cerveja e fiquei no meu canto vendo os amigos de Pavel dancando enquanto conversava com Pavel sobre a cultura e a vida russa, foi quando uma bela russa de cabelos pretos como a noite escutou a nossa conversa em ingles e quis participar : "Hello guys, do you speak English ?" Pavel olhou-me como que esperando que eu aprovasse a intromissao da mulher. Fiz sinal que respondesse, ao que ele respondeu, na sua maneira russa de ser "of course we do! - Claro que falamos!", entao ela olhou nos e perguntou se eramos estrangeiros, disse que eu era estrangeiro e Pavel era russo.

Com um movimento muito rapido, ela se colocou entre Pavel e mim e ficou olhando-me com um ar muito estranho e comecou a falar em russo comigo, disse-lhe que eu nao falava russo direito, que estava morando em Moscou a muito pouco tempo. Entao, ela me perguntou "do you want a kiss ? - Vc quer um beijo ? " respondi meio assustado "what are you talking about ? - sobre o que que vc esta falando ? " Ela entao me pegou de surpresa e comecou a me beijar, na hora estava tentando empurra-la, mas depois pensei(pq nao ? minha namorada esta a 19 horas de aviao daqui) entao a puxei e dei um beijo bem dado nela. Pavel disse que ia pegar umas cervejas e nos deixou. Entao ela me olhou apos e beijo e me disse "you know how to kiss like a french guy - Voce sabe como beijar igual a um frances" "why do you think so ? - pq vc pensa assim ? " "you kissed me as if I was la damme, you made me feel loved, russians don't kiss this way - vc me beijou como se eu fosse a dama, vc fez sentir-me amada, russos nao beijam assim" agradeci e disse-lhe que gostaria de dar muitos outros beijos, entao ela me puxou e me levou para uma messa, ao fundo da discoteca, aonde estavam suas outras amigas, quando me viram, elas se levantaram e foram pra pista dancar. Comecamos a conversar, ela me disse que se chamava Olesya, que tinha 34 anos e havia se divorciado do marido(um bebado preguicoso, como ela mesma me disse) ha apenas 3 semanas. Nao conseguia parar de olhar para seus belos olhos azuis, disse-lhe que eles eram bonitos como o ceu da minha cidade, ela entao pediu-me que contasse um pouco sobre mim. Disse-lhe que era um estudante, que estava estudando a lingua e cultura russa, tinha 25 anos(tive que mentir, nao me pediram documento na discoteca, nao poderia ter entrado), era Romeno-Brasileiro(minha mae eh romena e meu pai ucraniano, nasci no Brasil mas tenho passaporte romeno). Ela se mostrou muito interessada no Brasil, disse que sempre teve vontade de conhecer um Brasileiro, que achava a lingua portuguesa muito bonita e era fan do Kaka. Entao, eu lhe perguntei pq havia me beijado quando soube que eu era estrangeiro, e ela me disse que havia me beijado pq gostava de experimentar coisas novas e internacionais. e passou a lingua entre os labios, nesse momento entendi(ela quer sexo), entao, comecei a passar a mao em sua coxa e ela se aproximou mais de mim, e nos beijamos enquanto eu passava a mao em sua vagina por cima da calcinha e minha outra mao apertava o biquinho do seu seio esquerdo de leve. Ela comecou a passar a mao em meus cabelos e a dizer coisas sacanas em russo no meu ouvido, soh entendia algumas coisas como "puta" "pinto" "querer"

e isso me deixou louco, puxei a calcinha dela pro lado e comecei a colocar o dedo indicador na de leve em sua vagina, ela me disse para parar, pq as outras pessoas tavam nos olhando. entao eu disse para irmos para um lugar mais calmo, e ela me disse que tinha uma ideia e me puxou pela mao, quando dei por mim, estavamos no banheiro feminino, ela entrou em uma das cabines do canto comigo e trancou e me disse para terminar o que eu tinha comecado, que ela estava louca de tesao e queria transar com um rapaz mais novo vindo do outro lado do mundo. Eu nao perdi tempo, tirei a calcinha dela, cheirei e disse que tinha um cheiro de putinha safada querendo levar no cu, ela me disse que sim, que estava doida pra dar o cuzinho, que tinha 2 meses que ela nao dava.

Apos cheirar a calcinha dela, abaixei e comecei a chupar aquela buceta linda e depilada(acho que ela havia se depilado ha poucas horas, como que estivesse prevendo que algo aconteceria), eu chupei, dei mordidinhas, coloquei um dedo, tirei e disse para ela chupar e sentir o gostinho da bucetinha dela. Ela fez umas coisas com a lingua e meu dedo que me deixaram muito tarado. Fiz ela chupar meu dedo indicador e comecei a passar o dedo no cuzinho dela, ela gemia muito alto e eu dizia para ela "tiho, tiho" - "baixo,baixo". E isso fazia ela ficar mais louca ainda, pedia para eu repetir essa frase "pomolchi suka, ili budu tebya bit' "(que depois vim a descobrir que significa "cale-se puta, ou eu vou te bater). Ela acabou gozando na minha boca e me disse "now that's your turn - agora eh a sua vez" e trocamos de posicao, eu sentei na tampa do vaso e ela tirou minhas calcas e comecou a me pagar um excelente boquete, lambia a cabecinha com muita habilidade, eu estava quase gozando quando disse para ela parar um pouco(nao tinha muita experiencia) e trocar de posicao, coloquei ela de quatro no vaso sanitario com a bundinha voltada pra mim, e comecei a meter a lingua bem fundo naquele cuzinho lindo(era a primeira vez na minha vida que eu ia comer um cuzinho, minha namorada nunca tinha me dado, dizia que achava sexo anal sujo e bla bla bla). Quanto mais eu lambia, mais alto ela gemia e chorava e dizia para eu meter logo, continuei chupando e esfregando um dos dedos em seu clitoris ateh que ela teve orgasmos multiplos(nunca tinha visto uma mulher gozar tanto). Peguei entao o meu pinto e coloquei a cabecinha de leve na entrada do seu cuzinho, Olesya dizia com uma voz de puta "fuck me, fuck me please", e for atendida, com uma estocada so, eu coloquei todo o meu pinto no seu cu, nao vou contar uma historia mentirosa sobre meu pinto, ele nao tem 29 cm, ele eh um pinto classico, digamos, 17x5. Olesya gemia muito enquanto eu a penetrava, entao, para que ela gemesse menos, eu coloquei uma das minhas maos em sua boca, e aproximei o meu corpo do seu corpo quente e lhe disse coisas melosas em seu ouvido, que ela era linda muito gostosa e que tinha um cu maravilhoso, que eu estava adorando fode-la(e estava mesmo). depois eu gozei dentro dela.

Passamos mais uns 19 minutos nos beijando, como se fossemos namorados. E decidi lhe contar "meia-verdade", disse-lhe que eu nao tinha 25 anos, mas que tinha 18, e ela me disse "sim, eu ja sabia que vc era mais jovem, e foi por isso mesmo que eu quis dar pra vc, pq eu adoro dar pra garotinhos malvados como vc, que querem foder velhinhas safadas como eu". Dizendo isso, ela se levantou do meu colo, vestiu-se, colocou um dedo no meu nariz e me disse "good job, thank you - bom trabalho, obrigada" e foi embora. Fiquei mais 0 minutos na cabine, bobo, nao acreditava que tinha transado com uma mulher bem mais velha do que eu e que tinha comido um cu pela primeira vez. Vesti-me e sai da cabine bem rapido, para nao me esbarrar com nenhuma mulher no banheiro. Encontrei Pavel e seus amigos dancando com umas russinhas e disse a ele que eu ja estava indo embora, me despedi e fui embora, correndo, peguei o metro ainda aberto(ele fechava as 01:00, peguei as 12:30, sai cedo da discoteca), cheguei em casa, deitei-me e a noite toda fiquei repassando as cenas da discoteca, incredulo. Apos esse dia, passei a sentir atracao especial a mulheres mais velhas, e depois, escreverei mais contos sobre as minhas aventuras :D



Obrigado por lerem o meu conto.



mandem-me comentarios sobre esse conto para o meu e-mail

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos comendo noracontos/ morena com rabo fogosomarido todo produzido eróticoseucelo ve uvido ponocontos er peitinhos em formaçaoContoseroticosnoivasbrincando do jogo da garrafa com irmazinha contos eroticosnovinha pauzera trepandolevando meninos gay no colo pra come seu bubum contoswww.espiando minha filha dormindo de camisola contowww.ver contos eroticos de mulheres de 29 anos tranzando com os seus vizinhos de 18 anos.comContos eroticos gays sendo arrobados virgens Contos eroticos poraocontos espiando a irmã no banhominha cadelinha zoofilia contoscontoscontos eroticos maduras eu e minha amiga gostamos daquela piça pretacontos eroticos - arrombando cuzinhoviram minha buceta contoscontos encoxando o amigo casadocontos eróticos de traição de casadas testemunhas de Jeováconto erotico incesto eu e mamae na passagem de anocontos dormindo com a tiaconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arrombouContos Eróticos um Negão me comeuseduzudo e fudido contos gaysexe conto com foto finji dormi e papai mi enrabocontos eroticos de novinhas q fes anal parra nao perde o namoradoboqueteira gaucha contoNo motel minha sobrinha ela chupou meu pau eu chupei sua buceta e fudi ela contos eroticos contos ex namoradachantajiei minha irma peituda para tranzaincesto furapornoCabaço novinho gozando dentro da tia escondidocontoscontos eróticos fragei meu tio comendo minha tiacontos eroticos cumendo o cuzao cabeludo da minha maeconto gay nasci pra ser putacontosdeputahomem conto heteroSexos historia tranzei com um entregadorminha mae enfiou o dedo no meu cucontos fui comer uma bct chegou na hora era homemcontos eroticosminha vizinha amandawww.conto mimha mae min torturou com vibradores na buceta eu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticomenage com primo contocontos encostando devagar calcinha enfiadacontos eroticos de casada levando jatos de porra do comedorcontos eróticos tomei chute no sacoconto de enteadaSexo no aterro do flamengosou uma mulher crente mas quero picacontos eroticos primo da esposahomem de calcinha enrabadoContos eróticos dando de mama pra minhas irmãzinhascontos eroticos brincando com inocenciapunheta para sogra contosconto erótico com minha irmã depois da bebedeiracontos eroticos droguei minha priminha ninfeta e comiComo fazer a mulher se apaixonar pegando a calcinha delaMinha namorada mim traiu na vaquejada contos conto erotico eu e sil sua mae viu tudocontos eroticos faxineiracontos eroticos meu irmao tirou mais vekho tirou meu ca bacinhocontos eroticos minha comadre me chamou pra consertar o chuveiro e comi elaconto porno so danda molequecontos eróticos mulher no trevo Prepara a sua mulherzinha pra dar o cuzinho para aquele cacetão ali!”,contos de fudendo coroas dos seio bicudo de maiscomtos eroticos peituda na escolaconto pequeno titio queria agarrar os seio da mocaconto gay "punheta pro seu macho"minha sogra falou que tem dificuldade para gozarcontos eroticos/narrafos safadod/gemidossobrinho batendo punheta com as sadalia de salto da tia conto eroticoconto gay tio paciente comendo o novinho devagarinhoQuando ele cuspiu no meu cu ele piscou querendo piroca no cu e na xonga contosComi o cu da paulistinha contoscontos eroticos bia e as amigasconto erotico comi acrentesou casada madura mas na chacara bati uma punheta pro visinhocontos tirei sua ropa bem de vagar pra ela nao se acordaxvidios cumhada cavalona motelcomentário de. mulher que ja deu a buceta pro entregador de bebidacontos eroticos menina tomando.leite na colherMoleque fez minha esposa nojenta mama sua rola historias eroticas