Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

INCENTIVANDO A ESPOSA METER

Sou casado com a Bel, minha adorada esposa, 30 anos, branquinha, baixinha, de boca carnuda e olhos azuis que formam um conjunto harmonioso, uma mulher normal, mas bonita. Sempre tive enorme desejo de vê-la transar com outros homens, mas em nossas transas, quando eu abordava o assunto, ela brigava, dizia que eu não a amava, mas nas brincadeiras na cama, sempre rolava a fantasia, ela me contava de seus antigos namorados, o que tinha feito com eles, etc. Moramos na cidade de Cruzeiro, interior de SP e em nossa cidade há um tradicional baile às quintas-feiras, quem conhece sabe que termina às 01:30 H, até por ser no meio da semana, eu embora não saiba dançar absolutamente nada, a levava para dançar e ficava de pau duro vendo-a dançar com alguns conhecidos, chegando em casa transávamos gostoso, até que numa sexta-feira, eu disse que no final de semana, ela deveria sair, paquerar e ser paquerada e o sexo, somente se ela se sentisse à vontade, ela disse que até poderia sair, mas para curtir, dançar. Já é um começo, pensei, na manhã seguinte, fomos à compras, mas fiz questão de escolher suas roupas, calças jeans apertadas e de cintura baixa, sapatos altos e blusas decotadas, os seios de minha gata são médios, e ficariam lindo com o decote. Naquela noite, ela estava linda, calça jeans, de cintura baixa, sapatos altos (scarpins) e uma blusa preta de alças, decote generoso, mas sem exageros, ela saiu de casa apás 23:00 H, pois temos um casal de filhos (10 e 07 anos) e ela queria sair depois que eles dormissem, eu ofereci a ela preservativos, mas ela recusou levá-los, isso me desanimou um pouco, pois achei que ela não iria "aprontar" nada. Fiquei deitado impaciente, olhando toda hora no relágio, quando eram quase 03 horas, até pelo horário, tive certeza que ela estava com alguém, isso deixou-me com muitos ciúmes, mas misturado com um tesão enorme, não resisti e me masturbei gostoso, a imaginando nas mais diversas situações de sexo, às 04:30 H, mais ou menos, ouvi barulho na porta, corri e minha adorada esposa entra pela sala, sem maquiagem, sem batom, cabelos desalinhados e com hálito de vinho, fomos para o quarto e pedi para ela me contar tudo, ela rindo me chamou de "doidinho" e e fez prometer que não brigaria, já que eu havia insistido muito naquela situação, ela mal conseguia respirar e fiz todas as promessas possíveis, pois queria ouvir logo tudinho que ela havia feito, que segue abaixo:

Ela disse que mal saiu de casa e poucos quarteirões adiante, um rapaz jovem, num carro branco ofereceu carona e a paquerou, ela disse que não entraria no carro de um desconhecido, mas que iria beber vinho no calçadão de nossa cidade, onde tempos vários bares, ele concordou e lá se encontraram, ela se chamava Diego, tinha 22 anos e trabalhava numa Faculdade da região, depois de muito conversarem, foram para uma rua sem saída, deserta e começaram a das uns amassos, ele ao receber a chupeta maravilhosa que ela faz, não resistiu e gozou fartamente, um pouco na boca dela, um pouco no rosto, cabelos, pediu muitas desculpas, disse que ninguém o chupará tão gostoso, mas jovem como sá, logo o pau dele estava duro de novo, foram para o banco traseiro do veículo, ela com medo de tirar toda a roupas, mas baixou a calça, ele puxou sua minúscula calcinha de lado e apás vestir uma camisinha, bombou muito na bucetinha da minha esposinha, mãe dedicada e à partir daquela noite, putinha corneadora. Trocaram de posição, ele sentado e ela no colo dele, com a pica toda na bucetinha rosada, ele não aguentou muito tempo e gozou de novo, enchendo a camisinha de porra. Este primeira metida dela, ocorreu em março de 2009 e de lá para cá, não parou mais de meter com machos sortudos de Cruzeiro e região, teve uma semana que ela meteu todas as noites, com cinco caras diferentes, deu um média de quase 1 cara por noite, Já teve machos de Lavrinhas, Lorena, São José dos Campos e claro, de nossa cidade. Adoro levar minha esposa para os bailes e deixá-la à vontade para escolher o sortudo da noite, depois volto para casa e a espero chegar, cabelos molhados, chupões no pescoço, hálito de porra, bucetinha vermelha. Como a cidade é pequena, certa vez fomos a uma exposição agorpecuária que temos e cruzamos com uns 05 caras que já havim metido na minha esposinha. Espero que gostem e escrevem e-mail, procuramos homens acima de 35 anos e de preferência casados, eu fico somente em casa esperando para ouvir os detalhes da foda.

Espero que tenham gostado, há muitas outras estárias, mas contarei em outras oportunidades.

Abraços

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


hoje eu comir a bucetinha da ester de cinco aninhoscontos eroticos fudendo garotos hetesexualcomtos eroticosgarotassou casada mostri a buceta oeo meninoconto erotico corno mi ajudoucontos eroticos minha esposa e nosso casal de amigosminha esposa ela casou comigo virgem da sua buceta e virgem do seu cu eu e ela na nossa noite de núpcias eu tirei a virgindade da buceta e a virgindade do cu dela conto eróticocondos erodicos con maesmulheres secando bêbadas cheias de tesaocontos eróticos de patricinhas trasando com os paisconto erotico enteada brincadodesde pequena pratico zoofiliaconto eróticos putinha da famíliacontos eroticos sadomasoquismo inicio da minha vida de cadelamulher enrabada no banheiro femiininomão amiga trêm metrô onibus show contos eróticosTennis zelenograd contox coroa tranzando com entisdohoje morena bonita eu estou querendo te pegar gostoso hoje morena bonita todos têmhistoria erotica gay perdeu virgidade anal pelo pau de 30cmContos pornos-mostrei o pau duro pra minha maea minha prima rabuda me deu seu cu conto eróticosconvidando o amigo para arromba o cu da namoradaconto erotico mulherzinha gayconto erotico menina de shortinho marcando a bucetaconto erotico relacionamento virtualquero ouvir um conto erótico de garota de programa da escola do pau de jumentocontos eroticos de piveteswww.contos de abusada desde pequena pelo tio no incestogay surra chinelo putinhacontos bi minha tia me pegou dando pra o meu tioContos eroticos de travesti com mendigocontos eroticos mamaram meus seios em quanto eu domiaconto d patricinha c o borrscheiroconto erotico casada comdp e fotoconto erotico so novinha a prendedo na varacontos eroticos de pregadores de seioscontos eroticos exibindoSou casada fodida contocontos eroticos esposas no swingcontos minha enteada minha amanteo negão comeu o meu marido contos eróticoscontos de estupro nao resiste minha enteadaSo uso fio dental enfiado no cu.conto erotico femininocontos eroticos tres familias em feriasvideo porno chegou no quarto e comeu a teia com os olhos vendadagostosa fastando pratras pra ser encoxada rabetaoconto erotico mae empresta lingeriecontos eroticos de ninfetas amazonensebrinco com tio levou no cuzinhocontos eróticos minha nora cuidando de mimcontos de 115 cm de quadrilloira jardineiro trai contosvideos zoofilia cavalos gozando na bucta epenetrandoconto menina safadinha anosconto erotico footjob da primamulher mostrando partes intimas meladacaza do conto relato de mulheres que gostam di dà o rabocontos eroticos comi minha veiaconto de desmaiei com a pica grande no cuconto erotico meu pai de pau durocontos eróticos mulatadei o cu po meu pone contos eroticos pornocontos minha enteada minha amantecontos eróticos fetiche padresconto eroticos aguentei mais d vinte e dois sentimetro d rola d meu sogrocontos fui visita meus tios ba fazebda e torei minha priminha de doze anosTennis zelenograd contoconto erotici curioda de senrtir im vibradorconto erotico gay meu amigo rasgou meu cuContos de travestis pauzudoscontos eroticosensinando o virgem de como metercontos eróticos homem maduro gostoso da pica grande f******cache:BEpQkv0OPJUJ:idlestates.ru/conto_4507_eu-o-namorado-corno-e-sua-namorada.html