Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FUI VENDIDO PRA DOIS PICUDOS 2 (REAL)

--- Continuando o conto ---



Alê pegou pela minha nuca e começou a meter de leve em minha boca, sentia sua pica no fundo da garganta me fazendo dar pequenas engasgadas e lacrimejar um pouco. Nossa putinha Estephane tá chorando Michel, vem cá ver. Até ai, Michel tinha aberto a calcinha na parte de trás sem tirá-la e estava dando uma boa linguada no meu rabinho. Ele metia a lingua e eu ficava louco sá de sentir aquela língua áspera roçando meu rabo. Ele fez isso por um bom tempo e estava adorando, dizia que era o tipo de cuzinho que mais gostava de chupar. Logo senti algo frio sendo passado no meu rabo. Era o gel que tinha sido passado inclusive nas nádegas. Foi o momento que Alê tinha chamado ele pra me ver "chorando". Michel ficou do lado de Alessandro e com ele se levantando me mandaram ficar de joelhos. Eles colocaram o pau bem práximo e mandaram eu chupar os dois ao mesmo tempo. Coloquei a cabeça daqueles dois cacetes na minha boca e ficava louco. Depois de um tempo o Michel empurrou minha cabeça sá para a pica de Alê forçando um garganta profunda que me fez fazer pequenos barulhos de engasgado (que deixavam o pau de Alê mais duro ainda). Ao tirar a boca do pau dele vinha uma boa quantia de baba e melado de pau dele. Mandando ficar com a boca aberta o tempo todo Michel tirava minha boca do pau de Alê e levava para o pau dele, fez isso umas 3 vezes de maneira rápida até que na quarta vez o Alê pegou na minha cabeça e começou a meter na minha boca um pouco, depois foi a vez de Michel. Feito essa pequena tortura Michel pediu para ficar de 4 sá que com as duas mãos abrindo meu rabo. Com a cara no chão fiz o que pediram e empinei mais o rabo abrindo a calcinha que tinha a abertura e deixando meu rabinho bem exposto. Ele pegou o gel novamente e passou bastante. Começou a meter um dedo bem devagar. Enquanto isso comecei a gemer baixinho. Alê aproveitou minha posição humilhante para ir no meu pescoço dar umas lambidas e dizer algumas obcenidades: Estephane, você é uma verdadeira putinha sabia. E agora tá traindo seu puto, o Marcelo, com dois machos. Marcelo merece ser corneado desse jeito? Gemendo e de pau duro respondia feito mulherzinha: Aham, o Marcelo merece ser corneado por dois putos. Ele vive viajando e não me fode, tô com sede de pica. Fala isso sussurrando enquanto Alê ficava beijando minha nuca e pescoço. Você vai se deliciar com nossa pica, vai até esquecer do seu doninho, ele te vendeu pra gente e você agora vai ter que aguentar vadia, vagabunda, vou rasgar teu cu sem dá e te fazer chupar muito meu pau. Enquanto ia dizendo isso ia sentindo o Michel colocando três dedos no meu cuzinho sempre melando bastante com gel, ele socava o dedo devagar e até o fundo e depois foi acelerando de leve melhando os dedos com o gel e o cuzinho a cada cinco ou seis metidas com os dedos. Passado um pequeno tempo ele tirou os dedos, colocou uma camisinha, molhou ela com bastante lubrificante e apontou no meu cuzinho. Se segura Estephane que agora você vai levar muita pica no cuzinho. E foi metendo devagarinho mas sem parar até o talo. Colocou no fundo e à medida que ia aprofundando ia dando um gemido um pouco mais alto. Quando topou no fundo respirei um pouco mais ofegante e para provocar deu uns gemidinhos de leve dizendo que o pau dele era muito bom. Ele tirou de uma vez (o que deu uma dorzinha) colocou mais gel no meu cuzinho e mais no seu pau. Estava muito escurregadio no meu rabo. Alê dá a ideia para mim encostar a cabeça na coxa e barriga dele de modo que minha boca ficava mais ou menos na altura do pau dele. Enquanto Michel fez o mesmo procedimento por umas três vezes falando sempre pra relaxar e dizendo que meu cuzinho tava muito gostoso Alê me forçava a colocar o pau dele (que duro e com ele semideitado ficava encostado na barriga dele) na minha boca arrumando um jeito de direcioná-lo com a língua. Como se não bastasse, Michel mandou não tirar a mão das nádegas e com o pau todo socado dentro do meu cuzinho, pegou a guia da coleira e levantou minha cabeça (pelo pescoço) de modo a chupar o pau de Alê com a cabeça erguida e sendo enforcado. Por poucos segundos não aguentei e coloquei uma das mãos no chão. Michel tinha dito que não era para desrespeitar e que logo ele iria parar de me "enforcar". Me mandou colocar as duas mãos no chão e ficar de 4 tudo com o pau dele no meu rabo paradinho no fundo e mandou Alê dar uma surra de pica em meu rosto e me sufocar com a garganta profunda. Michel começou a meter devagar e agora sincronizado sem colocar mais nada, ia fudendo devagar enquanto Alê pegava minha cabeça e metia seu pau como se fudesse uma buceta. Segurava e metia, quando engasgava mais forte ele tirava seu pau e via eu lacrimejando bastante. Me mandava chupar o pau dele de leve e vez ou outra forçava eu ficar com a maior parte do seu pau parado dentro de minha boca. Michel seguia no vai e vem enquanto isso e ao perceber que meu cuzinho estava relaxado resolvi provocar sabendo que iam acabar mesmo comigo. Mete feito macho, meu corninho fode muito melhor que você, seu pau é uma delícia, mas metendo assim não tá fazendo nem cácegas, mete na sua putinha branquelinha vai Michel entendeu o recado e me humilhando chamando de vagabunda gostosa, piranha e vadiazinha começou a meter um pouco mais forte. Ai que vontade de levar pica do Marcelo, eu amo aquele macho, ele sim sabe fuder bem Falava isso entre gemidos e Michel se irritou um pouco dizendo para Alê não deixar mais eu falar nada que agora eu ia ver. Desde então Alê mandava eu ficar com minha boca quietinha no seu pau o chupando, ameaçava retirar pra falar algo e ele não deixava. Michel começou a fuder com gosto, sentia as estocadas fazendo barulho, queria mandar ele fuder mais e mais daquele jeito que tava bom mas o Alê não deixava. Então comecei a fazer o que sempre faço, comecei a empurrar meu rabo contra o pau dele com força enquanto ele vinha de lá pra cá também com muito tesão. Michel se descontrolou agarrou firme em meu quadril e eu conseguindo escapar da tortura que Alê fazia em minha boca sai e virei dando aquela olhadinha de puta com a boca toda lambuzada pra o Michel dizendo: Toma seu puto, é assim que você tem que fuder a sua putinha, com força meu safado. Come, arregaça esse cu, mostra pra meu corninho como é que deve me comer. Michel começou a bufar e a meter com muita força, chegou a doer um pouco. Assim que estava pra gozar tirou seu pau do meu cu, tirou a camisinha, agarrou minha cabeça com uma mão se ajoelhou e começou a gozar fartamente na minha cara, enquanto isso Alê colocou a camisinha, melou com gel e começou a me fuder já com força. Foi uma delícia sentir Michel gozando na minha cara e o Alê começando a sua foda. Michel gemeu muito alto enquanto eu mandava ele gozar. Com a boca melada e um pouco de goza dentro brinquei um pouco com a goza olhando para os dois e engoli parte dela e fui limpar o pau de Michel. Não sei porque mais assim que engoli, Alê tirou o pau dele e a camisinha de lado e tocou uma punheta do outro lado também de joelho e gozou bastante, mais até que o Michel e fazendo bem mais barulho. Assim que eles terminaram chamava eles de meus putos, que a goza deles era muito gostosa.



--- CONTINUA ---

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto submissa ao paus negros e grandecontos eróticos de bebados e drogados gaysContos eróticos que rola grande no meu cu zinho apertadinhocontos eroticos transando com a cuhada branquinha da boceta peludadou meu cu para meu amigo colorido contos eróticosconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos eróticos esposa na garupa de um cavaloCasa dos Conto a beira de uma suruba esposa casadahistoria eroticass papai mum chupou contos eroticos armadilha sexualcontos eroricos de menina virgens que adorou ser estuprada pelo opadrasto e seus amigosconto jovens de pau duro no calcao de futebol jogando video gamepeguei minha sigra dormindo sem calcinha e meti a pica nelaContos eroticos orgia forçadacontos-gays fui arrombado por um bombeiro no motelcontos eroticos sogra mijonacanto erótico amiga da minha esposa dormir em casaconto erótico o capataz tarado pelo viadinho de calcinhacontoseroticos cavermano trem uma coroa ficou acareciando meu pau verídicoComi minhas primas novinha e safadinha contoChantagem com mulher de salto conto eroticocontos observando os peitinhos da filhinhamandei a rola na minha enteadinha de seis anosirmao com ciumes contos eroticoscontos eroticos medicomete mete contofoi buscar a cunhada para a festa e meteu gostoso nelasou uma loira muito puta e liberada para os negros pauzudos contosSou casada fodida contocontos eroticos mulher testemunha de jeovácomendo o c* gostoso bronzeadinha e g************* de uma r*****chupei meu filho contos eroticosContos eroticos de mulheres sendo abolinadas no onibus lotadosCuzinho gostoso contosContos eroticos deixei a garota virge. loucaconto gay dopauggcontos eróticos longos viagemvoyeur de esposa conto eroticoSou casada mas bebi porro de outra cara contosSodomizada no incesto contosvideos de porno sogro cardando a moraContos eróticos putaría no casamento noiva fode com todos os seus padrinhoscontos eróticos traição com garoto exepionalMeu oai meu primo e eu contos gaycontos/ morena com rabo fogosoevy kethyn istinto ativocontos eróticos dando por ex namorado zoofilia cavalo violentos o dedãoConto d esposa safadinha fico d pau duroContos eróticos mães com a buceta peluda e cheiro fortecontos eroticos com estorias ocorridas na infanciaContoseroticosnoivasnao sei como tive coragem.contos eroticosfotos de adoráveis travestis pirocudas nuasa garotinha no meu colo contoeu confesso incestozoofilia ela casou com negao mais quando viu o tamanho do pau enorma dediu ajudaa maecontos safados purezaflagrei minha maé com socio de meu pai contostravestis novinha fazendo b****** Oi tomando muito agitada na bocacontos eroticos negrinha casada ficou bebada na festa mais de treze caraas fizeram suruba com elaamanda boquete contoscontos.praia de nudismo com o pai roludochantagem com irma contoscontos eróticos da casada cris devassa conto erotico esposa chora no pintaoconto de escrava lesbseduzi meu irmãocunhada medonha tarrada pra fudeContos.encestos.mae.no.campo.de.futebolConto eu peguei meu genro me brechando no banhocontos calcinhas de mamaeminha tia greluda de biquíniDesvirginando a sobrinha de 18 anosmamando na velha contosmelzinha de contagem no pornoa coroa bunduda negra é feriado pelo pelo banco dentro do ônibusconto erotico eu e os meu colegas comemos o cuzinho do guri a forçaContos eróticos fiquei desemprego e o nosso velho vizinho rico comprou minha mulher 3outro chupando os peitos da minha mulher. contosminha esposa ela levou sua amiga solteira pro nosso quarto pra eu fuder elas duas juntas conto eróticocontos eroticos trote da faculdade comi o cú da caloura