Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESPORRANDO A CUNHADINHA

" Desde que conheci a minha cunhadinha, uma gatinha nova e deliciosa que deixa todos de pau duro quando passa na rua, logo notei come era atraente e bonita. Na verdade, sei que ela sempre se interessou por mim também, mas até aquele fim de semana nada tinha rolado, senão uns olhares mais prolongados,e de vez em quando um sarrinho, tipo de brincadeirinha. Não podíamos ver um perto de uma passagem estreita que logo vinha o outro querer passar logo por ali... sá para darmos uma "esfregadinha inocente" em nossos corpos. Isso me deixava com o pau estalando de duro o que ela percebia e retribuía com um sorrisinho sacana. O fato é que aquele tesão ia aumentando a cada dia e a coisa já estava ficando incontrolável. Um dia, em uma festa em que já havíamos tomado uns drinkes a mais, a chamei para dançar uma música lenta, e, como ela aceitou, fui logo encostando a minha duríssima pica em sua xoxotinha que eu já sabia estar prontinha e bem na idade de conhecer uma boa vara. Conforme íamos dançando, tirávamos um sarro incrível. Eu sentia a sua respiraçãozinha cheia de tesão, perto do meu rosto e íamos nos roçando gostoso, na frente de todos, na maior cara de pau, pois, para todos os efeitos estávamos apenas dançando Por duas vezes senti que ela deu uma sarrada mais intensa e conclui pela sua carinha desamparada e gostosa que estava gozando. Mas tudo isso na maior hipocrisia... como se fosse sá uma dança ... Minha noiva cochilava inocente em um dos sofás da casa,enquanto a festa não acabava, o que me fez aproveitar a oportunidade para dar uma baita cantada em sua irmanzinha...a minha gostosa cunhadinha caçula.. Fiquei realmente surpreso pois ela, DEPOIS DAQUELA PUTARIA TODA DANÇANDO, veio me dizer que eu era noivo da irmã dela e que deveria ser fiel em vez de ficá-la cantando. Aquilo me emputeceu de uma forma que eu a disse que ela era uma safada e hipácrita.. pois ficava gozando no meu pau e depois vinha com aquela conversa de fidelidade. Ela ficou pálida,pois viu que eu tinha percebido as suas gozadas e teve medo que alguém tivesse escutado eu falando sobre o assunto. Mas o fato é que fiquei puto e parei de falar com ela. Ao fim da festa, levei as duas em casa e fui, puto da vida para o meu apê. Passei uns 19 dias sem falar com ela, até que um dia ela me encontrou enquanto voltava da escola e me disse : -Esta semana o pessoal vai todo para Cabo Frio. E eu pedi para ficar em casa. Eu, ainda puto da vida, perguntei com desprêzo: -E dai o que é que eu tenho com isso ? O que ela respondeu na maior cara de pau: - Quer ficar em casa comigo ? Eu perguntei "Pra quê ? Para você contar para a sua irmã ?". Ela começou a chorar e me disse que tinha sido uma mentirosa, que queria "namorar" comigo, mas que fez tudo errado... que faria qualquer coisa para que eu a perdoasse e ficasse com ela no fim de semana. Meu pau ficou em ponto de bala em ver aquela gatinha inocente chorando e, indiretamente, pedindo a minha piroca, mas ainda assim me fiz de difícil, falando que não sabia se ainda estava afim dela, pois ela tinha sido uma sacana comigo...e uma falsa. Ela chorou ainda mais e pediu que eu pensasse, que tudo que eu quisesse ela faria para que eu a perdoasse e esquecesse aquele dia da festa. Não preciso dizer que aquela semana foi uma delícia para mim, perdi a conta de quantas punhetas bati, esperando o grande dia. Meu tesão era simplesmente incontrolável, pois minha noiva já havia me dito que a irmanzinha dela era virgem, e em outras ocasiões havia me dito que, como ela, todas em sua casa gostavam de deixar a xoxotinha raspadinha e totalmente sem pelos... além disso sabia que a minha cunhadinha tomava pílulas, receitadas pelo ginecologista para simples estabilização hormonal... a festa poderia ser completa... e sem riscos... No grande dia, fui de carro pegar o pessoal para levar na rodoviária. Minha cunhadinha usava uma saínha deliciosa, e nunca a tinha visto tão cheirosinha. Acho que ela, por dentro, já sabia que eu iria retornar para a casinha dela, depois que levasse minha noivinha gostosa e o restante de sua família na rodoviária. E foi o que realmente fiz. Quando cheguei em casa ela veio com uma carinha que era sá felicidade. Logo que entrei agarrei-a, encostando-a todinha em mim e dando-lhe um grande e gostoso beijo de língua. Começamos a nos agarrar e nos beijar loucamente, dando vazão a um tesão de vários anos, enquanto ela falava: - Me beija, meu amor, me perdoa, sou sua... me desculpe, sempre quis isso e fui uma bôba... O tesão e a volúpia eram simplesmente incontroláveis, e em pouco tempo já tínhamos simplesmente arrancado as nossas roupas. Eu dáva-lhe lambidas cheiros e chupões por todo o corpo, e ela gozava que nem uma cadelinha no primeiro cio. De repente segurei pelos cabelos, enquanto a acariciava, e abaixando-a até o meu pau, mandei que ela chupasse. Ela obedeceu imediatamente, primeiro um pouco sem prática, depois, conforme eu a conduzia, como uma verdadeira putinha se deliciando com o gosto da minha jeba em sua boquinha. Enquanto ela me chupava, mandei que ela brincasse com sua xaninha com a mão e aquela visão era acoisa mais deliciosa que um macho pode ver : A sua propria cunhadinha, chupando vara e tocando um siririca deliciosa com a outra mão. Ela cada vez mais chupava com gosto e intensidade, dando pequenos gemidinhos. Quando não aguentei mais, avisei que ia gozar, tirando a pica de dentro e mandando que ela ficasse de boquinha aberta. O festival de por! ra que mandei na boca e na carinha da minha cunhada foi realmente um verdadeiro recorde. Acho que nunca tinha ejaculado tanto... e depois que despejei tudo, ainda fiquei limpando o seu rostinho com o pau e mandando que ela lambesse e engolisse tudo. Disse a ela que é assim que uma mulherzinha gostosa tem que fazer, quando chupar um pau, disse que as mulheres que não engoliam eram sempre chifradas com mulheres mais gostosas, como ela. Ela ficou toda feliz e disse que a partir daquele dia eu podia fazer aquilo quantas vezes eu quisesse, que não contaria para a sua irmã... Eu falei que ela era linda e que agora era a sua vez. Comecei a beijar o seu corpinho todo, e sua pele cheirosa me convidava a levá-la ao delírio com a minha língua. eu a lambia todinha, deixando seu corpinho igual a uma lixa de tão arrepiado... quando cheguei em sua gostosa xaninha de pilada e virgenzinha dei uma lambida forte e ela gemeu alto... totalmente transtornada de tesão. Comecei uma ! chupada memorável naquele cabacinho, aproveitando o máximo, pois sabia que naquele mesmo dia ela já seria uma mulherzinha... a minha mulherzinha. Fiquei uns vinte minutos a chupando todinha... ela gozava como uma putinha e ficava louca quando passava a minha língua em seu cuzinho apertadinho e virgem. Percebendo isso, comecei a, primeiro encostar, depois enfiar o dedo em seu botãozinho e ela simplesmente enlouqueceu. Dizia que eu era um malvado... que estava a torturando e que não sabia que fazer aquilo era tão gostoso. Peguei rápidamente o lubrificante que tinha trazido no bolso da calça, que a esta altura já estava jogada em um canto, e espalhei pelos dedos e pala portinha de seu cú, e comecei a chupá-la de novo. Em pouco tempo já estava metendo dois dedos em sua bundinha e ela adorava, sem reclamar... enfiei o terceiro dedo, com bantante gel, e ela gemia alto e gostoso, enquanto eu lhe fodia o cuzinho com os 3 dedos, empurrando, por dentro, o seu reto quentinho em direção a sua xotinha. Ela simplesmente adorava e dizia que eu era gostoso, e que sempre quis que eu fosse o primeiro homem dela. Aquilo me encheu ainda mais de tesão, e em posição de franguinho assado, fui colocando o pau devagarzinho, naquele gostoso cú, já amaciado pelas minhas dedadas. Ela foi gemendo gostosinho e aguentando tudo, dizendo que eu era louco e que estava comendo a bundinha dela...Eu perguntava se ela estava gostando e ela dizia que sim... perguntava se doía e ela dizia que era bom, ! que gostava que de me sentir enfiando na bundinha dela. Aquilo sá me fazia ir cada vez mais rápido, e logo eu já estava a fodendo com toda a força o seu buraquinho... era um verdadeiro "arraso" o que eu fazia. Ela gritava e gemia tanto que achei que ia acordar a vizinhança, mas o meu tesão era tanto que a fodia cada vez mais. Sua xerequinha, naqual eu passava os dedos, já estava tão molhada que escorria para as virilhas e pernas, deixando o ambiente com um aroma delicioso de sexo. Começamos a mexer loucamente, com minha vara em sua bundinha e logo exlodimos em um gôzo total e maravilhoso. Começamos a nos beijar e dizer que éramos feitos um para o outro. Fomos tomar um banho juntinhos e ficamos namorando gostoso em baixo do chuveiro e nos acariciando. Ela disse que estava se sentindo estranha, que parecia que estava "aberta" (doce inocência...)mas que tinha adorado e estava louquinha para chupar de novo. Minha pica já estava pronta e ansiosa por sua boquinha... ela me chupou um bocado no chuveiro e em seguida fomos para a cama... de seus pais ! Começamos a nos "amassar"loucamente e em pouco tempo, já a tinha colocado por cima de mim, enquanto esfregava o seu cabacinho na cabeça da minha vara. Ela Ficava louquinha, rebolando e beijando a minha boca.E eu segurava o pau com a mão para ir controlando a entrada. Nos mexíamos numa brincadeira deliciosa, e quando ela estava bem louquinha fui trazendo a mão mais para trás o que fez meu pau ir a penetrando devagarzinho, afastando pela primeira vez aqueles deliciosos lábios vaginais até entrar tudinho naquela ex pererequinha... que agora poderia ser chamada de deliciosa bucetinha. O que veio a seguir foi uma verdadeira loucura... fomos mexendo cada vez mais intensamente até que nás explodíssemos num gozo que vai ficar para sempre em nossa memária... pois foi a primeira vez que enchi de porra o útero da minha cunhadinha... Já estou com ela há 3 anos e jamais terminei com a minha noivinha. Hoje posso me considerar um privilegiado... Pois tenho a minha disposição as duas xerequinhas mais gostosas que os meus sogros botaram no mundo...



Para fotos dela lindaninfeta.cjb.net

Fernando.

Vote neste conto, dê uma força q terá mais!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos lesb esfregar em mimler historia de sexo entre cunhada e subrinhas com tiocontos eroticosensinando o virgem de como metercontos lesb ralar a xanahomens com pau instigantecontos eroticos gang bang com papai e amigosporno com primas branca de olhos verdes de cabelos ruivos bunda redonda e peito pequeno redondinho / anal/Contos eroticos flagrou namoradawww.espiando minha filha dormindo de camisola contobucetas ticos grelossoquei a pica na boca da sogra e chupei os peitos dela contotoquei sem querer na bunda de minha sogra contos eroticoscontos eróticos bem depravado de bem picanteconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos eroticos meu grelo e grandecontos gozada da maecontos eroticos traiu o marido no onibuscontos eroticos comi minha madrinha na cama do meu padrinhoGarotinho lisinho e comido pelo amiguinhominha tia tava dormindo gozei nela contosmeu marido me convenceu a ir na praia de nudismo vi tanta pica grande e grossamua mulhes supano amiga abuseta pigano galacadastro dormindo e Thiago chupando seu pauContos casado com travesti mas ele fudia com todos d familiacontos/casado depilei a bundinhacontos eroticos meteram em mim e fiquei muito abertacontos mulher e marido duas vadias para um.machocontos eroticos mulheres casadas cometendo insestoinsesto novinha tava bricano e fico engatada com cachorroconto minha esposa nadando nua em casavalesca chupando e o namorado olhandocontos com fotos flagrei meu marido com a viúva do vizinhoContos punheta duplacontos di mulheris que ralaram pela primeira vezporno pesado arrombando relatoscontos convenci ela a dar o cuzinhocontos de menina pobrecontos eroticos calcinha desaparecendocontos eu e meu marido adoramos ir no cinema ver pornotravestis narrando quando deram o cuzinho pela primeira vezquero uma buceta envolvendo meu paucom oito anos tio lavou minha xaninhacontos pornos irmas naturistasContos de gang bang com dotados novinhaa chamada cadela incestocomendo a japonesa contos eroticosalgus dono de escravos estrupavão escravascomi minha enganado contos eroticossexo.sobrinho.engravidou.a.tia.casadacomendo cuzinho de elanycontos eróticos debaixo da varacontos eroticos travesti me roubouMinha cuinhada sandra se pingando todaconto arrembentei o cabaço da minha filha deliciachantagiei minha irmã parte 2contos eroticos sou adotadaquero uma menina cabelos longos escuros deitada na piscinaConto erotico banho maevideos zoofilia cavalos gozando na bucta epenetrandocontos eroticos fingi que estava dormindocontos eroticos gays bem recentes ocorridos no rio de janeirocontos/flagrei minha prima dando para dois negoesContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorconto erotico.de novinha gosando com o paivídeo pornô dois cara comendo a mulher do cara do homem assaltando a por lágrima é como o c* do homema bucetinha linda da sobrinha novinha contosvideos de sexos melado de margarina no cucontos siririca com doceme vinguei do meu irmao e me arrependi contos eroticosconto erotico de despedida de solteiro com orgianinfetas com vestidos beijando peitoral dos travestisconto flagrei minha irma dando e enrabeicontos eroticos sou professora 55 anos tenho um aluno taradinho por meu raboconto erotico casada comdp e fotoconto viuva carnuda carentea magrelinha de rua contos eroticoscontos casada vira festa em faculdade e trai maridoconto de rasguei o cu da minha avócontos reais buceta gorda siriricatia dando pro negao contoContos eroticos mae inociando filho novinho conto realMaicon tá doida ela me pediu pra comer sua esposa na frente delemeu cu no formato da contostetudaCaidacontos de putaria em familiacontos cris super dotadocontoerotico.cabelereiro de minhA esposa atende a domiciliocontos lesbica eu tirei a virgindade da crentecontos eroticos (homens que pagam as dividas com a mulher)