Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ACABEI COM AS PREGAS DA MINHA TIA

Sou um cara normal, isso aconteceu quando eu tinha quatorze anos, um pinto grande para minha idade e nenhum juízo na cabeça. Me envolvi com muita gente errada, frequentava festas onde era comum colocar remédio para dormir na bebida das garotas e assim que elas apagassem transar com ela, mesmo sendo boa pinta, todos faziam isso e eu não queria ser diferente.

O clima de putaria rola solto na minha família, e meu tio, irmão da minha mãe, falava de brincadeira, mas como toda brincadeira tem um fundo de verdade que minha tia não dava o rabinho por nada desse mundo. Minha tia era uma mulher muito bonita e muito gostosa, tinha uns trinta e dois anos e essas brincadeiras começaram a atiçar minha imaginação, eu tinha ficado doido para comer aquele cuzinho virgem e tinha que ser contra a vontade dela.

Mas como não tinha nenhuma oportunidade acabei esquecendo por um tempo, até que um dia ela precisou ir arrumar um negácio na casa da praia e meu tio não pode ir. Ela ia precisar de ajuda e eu era o único que podia ir com ela. Quando soube que nás íamos na sexta e sá voltariamos no domingo, sá eu e ela, comecei a pensar em uma maneira de enrabar minha tia. Ela não era de beber nada alcálico, mas pensei que a única maneira de comer aquele cuzinho era fazendo ela dormir, assim descolei com um amigo uns calmantes que fazia a pessoa ficar com muito sono, mas como não era pra isso ele falou para eu colocar dois comprimidos na bebida.

Descemos para a praia e estava muito quente, minha tia usava uma saia que ia até os joelhos, não estava me aguentando de tesão em saber que se tudo desse certo aquele rabinho seria meu aquela noite.

Quando chegamos lá começamos a arrumar as coisas para dormimos, pois acabamos chegando tarde, como já havíamos tomado banho antes de descer resolvemos fazer um lanche e ir dormir. Minha tia fez os lanches e eu fiz um suco.Tive a ideia de colocar os calmantes na jarra, e assim eu não tomaria o suco, achei que seria muito arriscado colocar sá no copo dela, amassei os comprimidos e joguei na jarra, tinha medo que não funcionasse sem o alcool e por ter mais quantidade de suco coloquei logo seis comprimidos pois se minha tia acordasse eu estaria perdido. Minha tia tomou o suco e gostou, como era suco de frutas, se ficasse para o outro dia, não iria ficar bom e como eu não quis beber ela bebeu a jarra toda, um pouco na hora do lanche e o resto assistindo televisão comigo.

Passou quase uma hora que acabou de beber o suco e nada dele fazer o efeito, estava ficando impaciente, meu pau estava latejando e ela não dormia. Aí ela disse que deu um sono tremendo e que ela estava meio tonta e pediu para eu ajudar ela a ir para o quarto, coisa que atendi prontamente e com o maior prazer, logo que entramos no quarto, senti seu corpo pesar e por muito pouco ela não caiu no chão, coloquei ela na cama completamente apagada e voltei para sala esperando que ela dormisse a ponto de não acordar, mas não aguentei nem quinze minutos e ja estava de volta no quarto com o pau como uma pedra. Acendi a luz e ela estava na mesma posição que eu havia deixado, com uma blusinha e a saia, chamei ela, balancei, gritei e ela apagada, sabia que estava viva pois estava respirando mas não esboçava nenhuma reação.

Ai começou o meu prazer, tirei sua blusa e vi seus seios branquinhos com os bicos rosados, pois ela tinha tirado o sutiã assim que chegamos. Deitei em cima dela, beijei sua boca e chupei seu peitos grandes e firmes, fiquei pelado e comecei a esfregar meu pau em sua boca mas não consegui colocar pois os dentes estavam travados. Levantei a sua saia e tirei sua calcinha branca de algodão, comecei a tremer quando avistei sua bucetona, era bem carnuda e tinha um pelinho muito ralo, cai de boca e chupei por um longo tempo. Senti que sua buceta estava completamente molhada e não me contive, penetrei aquela buceta com toda a força e bombei muito, so parei quando vi que ia gozar, então dei um tempo. Quando senti que podia continuar, virei ela de bruços, em cima de um monte de travesseiros de modo que sua bundona ficou para cima, quase que ela estava de quatro. Penetrei novamente sua buceta ensopada e meu pau saiu todo melado. Abri as polpas de sua bunda com as mãos e lambi aquele cuzinho lindo. Mantive sua bunda aberta com uma das mãos e a outra guiei a cabeça o caralho até a entrada daquele rabinho. Eu estava forçando mas não entrava, era muito apertado e meu pau escorregava. Fui dando estocadas mas meu cacete corria e não entrava. Até que consegui uma certeira e deixei cair o peso do corpo sá parando no saco, estava com tanto tesão que soquei meu pau naquele rabo feito um desesperado e gozei lá dentro em menos de cinco minutos.

Achava que não consiguiria colocar de novo, por isso não tirei o pau de dentro. Passado um tempo comecei a socar de novo e meu pau foi endurecendo, fiquei mais de uma hora bombando aquele rabinho apertadinho até gozar outra vez. Assim que gozei adormeci com o pau lá dentro.

Acordei ao lado dela no outro dia desesperado eu tinha que a recompor antes que ela acordasse, mas ela estava do mesmo jeito que eu deixei, vi que ela respirava mas fiquei preocupado, tentei acordar ela a qualquer custo, mas ela nem se mexia, fui arrumando tudo sozinho e de vez em quando ia lá e ao comia novamente, ora gozando no seu rabo e hora gozando na buceta. Quando eu estava cansado eu a ajeitei e ainda assim ela demorou umas cinco horas para acordar. Ela estava meio grogue e nem se deu conta de nada, comeu alguma coisa e voltou a dormir, acordou sá no domingo e ainda depois das duas da tarde, sem saber de nada, mas estava com o cuzinho completamente esfolado e a buceta um pouco inchada. Hoje tenho 25 anos e se alguma mulher se interessar por um tarado me manda e-mail.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos violenciacontos erotico gay negro dando pra brancoDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos eroticos brincando de esconde escondepornobuceta.com/homens so quer saber de mamar em peitoes das safadasamigo emrabando o outro contoNovinha enlouqueçeu os pedreiroscontos de menininhas sentando no colo de homensuma sogra com a bunda de 90cm foi arrombada pelo genro super roludo conto eroticotroca x troca feito com amigo e dando o cu contosdois primoscontos cu virgem secretaria casada contosquase matei amiga da minha mae contoscontos eu e mais dois metemos na sogra conto erótico comendo a amigaconto o jumento comeu minha esposaconto erotico gay florestaconto erotico passei a mao menina de calcinhacontos perdendo a virgindade com o pedreiro e encanadorhomens velho gay contosler c/ erot/ com as cunhdas da da roçacontos deu o cuzinho por um celularconto com irma pegando na rola por debaixo da mesaConto erotico de secretaria espiando o faxineito tocando punhetaaluguei minha buceta contos eroticosgorda sobe a saia e transa na ruacontoseroticosdesvirginandonetinha virge de sainha estruoocontos eróticos de bebados e drogados gaysvirei puta assumida eu confessocconto erotico de netinho decinco anosesperma do meu filho contos incestosconto tia pelada em casacontos de esposa arrombada dormindorelatos nossa que cdzinhalindaencostou a bunda e pediu picaconto aos dez anos minha sobrinha sentava no meu colo sem calcinhaa posição cavalgada pode machucar o útero.?'contos eróticos de sequestrocontos eróticos de mulher encarando um pau gigante e não aguentacontos eróticos menino pintinhocasada chantageada e submetida aos limites contos eroticosa puta virgem chora através do pau grosso vídeo 3 minutosmulher leva enrabado de cachorroconto gay metemos.o dia todoconto erótico menina zuando pau pequenopeitinhos feito pera chupada pela amiganovinha deixou lamber sua xana contos heroticosPorno mobile boqueternocontos meu filho adora pega as minhas calcinhasContos briga de xanasurso velho peludo gay contosconto erotico iniciada por meu tiocontos eroticos de coronel de rola grande e grossaContos.encesto.mae.desfila.de.calcinha.pro.filhoestorei o cu dela contocontos eroticos gerro tomado umas cervejas com a sogra sozinhos e da em cima delacontos de gays sendo arrombados por varias rolasmeu marido me convenceu a ir na praia de nudismo vi tanta pica grande e grossacontos eroticos comendo minha vovozinha na chantagemsadomasoquista gozando com garrafa enfiadacontos aempregada nordestinazoofilia gay extraordinárias bizarrosconto dei sonifero pra minha mulher dormir e outro comer elacontos eroticos pagamentoContos eroticos comadrecontos de cornoscontos eroticos bebi demais e comi minha tiacontos nao tinha camisinhacontos erótico menininha na formatura contos eróticos minha buceta pegando fogo i.piscando