Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CAINDO DE BOCA

Dizem que as garotas crescem mt rápido, exatamente como aconteceu comigo, esse conto é o primeiro de muitos sobre minha vida de putaria.



Eu morava num prédio do qual tinha vários amigos e todos decíamos juntos para brincar como boas crianças, eu era uma das meninas mais cobiçadas entre os garotos, pois sou loira, tenho olhos claros (azuis), corpo bem feminino, seios grandes e bunda grande. Dentre todos os meninos que davam em cima de mim um deles me chamava muito atenção, seu nome era Caio César Cruz.

No tempo éramos apenas crianças, porém ele tinha uma cara de safado muito grande o que tirava minha atenção e eu também tinha minhas maneiras de provocá-lo com roupas pequenas e decotes bem ousados. Um belo dia eu voltei da escola e o encontrei conversando com seu amigo Felipe Saraiva, que também no tempo era menino como ele, e eles estavam com uma garrafa de coca 600ml com 2 dedos de um líquido amarelo ouro e que quando me viram correram em minha direção me dando pra beber sendo suco de laranja, porém notei que n era suco mas o cheiro que vinha da garrafa me despertava um TESAO inigualável, era cheiro de mijo, eles mijaram na garrafa pra dar pra alguém beber, sinceramente queria ter provado mas não o fiz.

Na escola, fiquei pensando no que aconteceu, minha boca começou a ficar molhada como nunca e a voltade de colocar alguma coisa nela foi enorme, sai mais cedo da escola e fui direto para o prédio e interfonei para o Caio para que ele fosse ate minha casa, e ele realmente foi. Lá em casa o recebi com uma roupa mais intima, calcinha e sutiã de seda na cor rosa, batom rosa claro e uma sandalha da mesma cor também (salto alto).

Ao me ver senti que ele deu um sorriso cachorro e foi entrando direto para o meu quarto, quando decidi colocar um filme pornô do qual a mocinha pagava um boquete para o safado feito uma cadelinha, dai ele ficou com o Pinto duro nesta cena e senti isso pelo shorte de futebol azul que ele usava, dai o chamei, disse, Caio você pode ficar em pe na cama, e ele assim o fez, percebi então o volume no seu shorte e na mesma hora continuem sentada e me posicionei de frente a ele, ele me olhou viu que o meu rosto estava bem na direção do seu Pinto, e o colocou para fora, senti um cheiro de pica tão forte que nunca tinha sentido na vida, um cheiro parecido quando vc solta o ar de um pneu, o Pinto dele brilhava como todo Pinto de garoto mal lavado, ale estava eu em frente a uma pica pela primeira vez, fiquei nervosa e ao mesmo tempo com nojo com o cheiro.

Ele percebeu o que estava sentindo e na mesma hora agarrou minha cabeça e me puxou de contra o Pinto dele que já estava duro, não tive reação tive que abrir a boca e segurar o impacto da ponta da quela pica na minha garganta, e comecei a chupar, chupava enquanto enfiava o pau na boca e saia, em um movimento muito parecido como se ele estivesse comendo minha boca, ate que ele percebendo minha vergonha, disse, não precisa ter vergonha, você é uma mulher então tem que ser vagabunda quando estiver diante de uma piroca como a minha. O que ele disse me fez relaxar e continuei chupando com mais vontade.

Depois de horas chupando, ele me puxou pra cima da cama e colocou minha cabeça entre suas pernas e com a mão nos meu cabelos me forcou a continuar mamando seu pau bem devagar, ate que ele me empurrou no chão e disse: você é uma vagabunda, quer sentir o gosto do meu mijo como daquela vez, então vem ca que primeiro vou gozar na sua boca, e assim o fez, senti aquele leite quentinho escorrendo pela minha garganta e senti um gosto delicioso, estava muito excitada quando ele começou e a mijar na minha boca bem devagar, ele mimava e dizia, engole vagabunda e eu sem pensar ia obedecendo todo que ele mandava eu fazer, quando acabou ele saiu da cama e disse que já estava indo embora, pois queria jogar video game, eu nem tive palavras pois estava de boca aberta cansada de tanto chupar, minha boca estava com o cheiro do pau dele, estava melada com o gosto do esperma dele e minha garganta estava cheirando a mijo de garoto, minha boca foi totalmente fodida por ele.

No momento que ele estava subindo o shorte para sair de casa e eu ainda em cima da cama sentada com a boquinha aberta afegante, ele disse: isso é assim que vc tem que ficar, feito uma vagabunda, eis minha PUTA agora, afinal sua boca inocente de menina santinha de família, etava mamando no minha pica! agachadinha para referencia-la sua PUTA ! E então ele se foi. Nesse moemto não conseguia pensar direito pois estava em uma posição submissa a ele depois do que aconteceu, fui lavar minha boca e tomar um banho.

No encontro noite da galerinha, eu desci de um jeito estranho, envergonhado, nem consegui olhar para ele, foi quando ele olhou para mim, deu um sorrisinho canalha e disse, vejo que lavou a boca, passou um batom pra se sentir melhor, mas o gosto da minha pica ainda esta aí não é vagabunda. Sem ter o que dizer pedi que ele n contásse a ninguém que eu fazia oque ele quisesse, ele riu e disse, não se preocupe, por enquanto ninguém vai saber e vc ainda vai fazer algumas coisas pra mim, e foi embora jogar bola com os outros meninos.



PESSOAL, essa foi a primeira histária da saga que é ter minha boca, que vocês saberão futuramente. Leiam, essas histárias são reais e quam quiser bater um papo pode entrar no meu e-mail.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha esposa ela casou comigo virgem da sua buceta e virgem do seu cu eu e ela na nossa noite de núpcias eu tirei a virgindade da buceta e a virgindade do cu dela conto eróticosucos ontem pego comendo o cu a buceta bem gostosorelatos eroticis minha esposa eu e nossa amiga Luconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arrombouconto erótico lésbica humilhada puta tratadaxv inserto chupando a busetinha da novonha dorminomunher ce mastuo eu fiContos eróticos "queria experimentar algo novo"contos eroticos dando pro jumentonetinha safada adora sentar no colo do vovô contos eroticossogro saradocontos eróticos brincando de casinhacontos eroticos "cadela" "fome"contos eu e minhas amigas seduzimos meu paivídeos porno negras barriguda caidaContos eroticos no acampamento com minha maeeu e minha cunhada lesbica fizemos um bacanal com sua irma e mae incestoSou casada mas bebi porro de outra cara contoscasa do conto minha filha sentou no meu colo de mini saiafamilia naturista contosconto engravideu minh sobrinhahomem sendo estrupado en oficinateen recem casada contoscontos com fotos esposas com a buceta cheia de porra de negrosnegro dotado comendo a esposa do caminhoneiros contos eróticossafadezas da adolescência contoscontos eroticos gay dei meu cu desde oito anos de idade e sou gayMeu Primo Me Decabaçou Sou Gaycontos de 115 cm de quadrilcontos eróticos comi titia no banheiro com um monte de gente em casacontos sou crente mais ja trairMinha mulher gosta de mostra a buceta pros meus amigos ai eles comem Ela contos eroticoscontos eróticos- virei mulher do meu paicontos de cú por dinheirocontos eròticos gay virou minha negacoroa t***** da bundona state durinho rebolando gostosodando o cuzinho pro pintinho contoscontos erotikos moleke de menor comendo o cu da mulher casadaContos com espermacontos de primeira vez com meu cunhadoContos não consigo deixar de pensar naquele pau enormeamigos sexo troca troca contossobrinha bebada na rola contocontos erótico paizão enrabar filho gayconto sexo casada proposta indecenteContos erotico marido bracinho corno de negaohttp://googleweblight.com/?lite_url=http://idlestates.ru/conto_20266_eu-vi-a-mulher-do-meu-tio-chupando-outro-homem-e-s.html&ei=tl_0qaCG&lc=pt-BR&s=1&m=256&host=www.google.com.br&ts=1500401465&sig=ALNZjWmrPJUN7nKOOzozG07QgJgIUnCVKQconto ajudando meu filhovi meu filho na punhetaCasa dos contos: Virgem na baladarelato erotico cheirei a calcinha gozadacontos eroticos traindo marido na Sala ao ladopagando conta cartonsex familiafingi que nao vi minha mae contoscontos eroticos homem casado dando para o primoconto eroticos lésbico putinha vadia buceta caralho chuva dourada me foderam muito cedo contoseroticosContoe d orgias cadelinha e seu donoContos eróticos de rabudas casadascontos menina menor calcinhacontos eroticos corno bebe leiteorgasmos forçados contoscontos erotico loira trabalhocontos eroticos adoro o leite delescontos eroticos safadinhacontos eróticos de sobrinhas com tiascontos erotico gay negro dando pra brancocontos eroticos com foto empregada rabuda baixinhaconto pai trepando filinha pequenaconto erotico incesto sonifero filhaConto eu peguei meu genro me brechando no banhocontos sobrinho pega tia