Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

003 - TAMARA - "CAI DE BOCA NA PICA DO MANINHO..."



Ate onde o sexo e o prazer podem chegar, ate uma mulher pode nascer crescer e se descobrir mais que uma simples menininha, que o sexo, o gozar o meter pode ir muito alem do pecado.



Desta forma que descobri ao ficar com Pietro pela primeira vez,



LEIA A SEGUNDA PARTE DA HISTÓRIA, E ENTENDA MAIS DAS DESCOBERTAS DE TAMARA.

http:casadoscontos.com.brtexto201107581



Ele (PIETRO) era muito mais que um corpo bacana, mais que uma rola grossa que enfiava na minha xoxota, ele era gostoso, sabia sem sombra de duvida fazer uma pica rebolar gostoso dentro de uma mulher.



Porem eu queria muito mais, pois onde eu olhava via pica na minha frente, a mulher que observava as delicias dos homens, a mulher que crescia e com seus 19 anos sabia que dar e gozar era sá começar.



Porem eu queria muito mais que uma simples pica, eu queria era aprender que uma noite estava muito mais que uma metida gostosa, eu queria pegar, cair de boca, chupar, dar minha buceta, dar meu rabo.



Eu queria ser abusada, perder a noção do mundo, viajar em uma pica grossa, ser dominada, ser amarrada e sentir um macho ardente enfiar sua pica grossa, meter sua mão inteira dentro dce mim, me comer, me estuprar e fazer de mim uma biscate dadeira.



Mas enquanto eu não realizava este desejo sublime de mulher fudedora eu queria fazer outra coisa, sim eu tinha outros e muitos outros desejos, pois muito antes de ser uma garota, uma menina eu era uma bucetuta doida pra pecar, se deixar levar pelo medo de dar sem César.



E foi desta mesma forma que a menina de 19 anos começou a se sentir atraída pelo pecado carnal daquele que era a figura de seu irmão.

Sim!, eu estava então querendo ensinar Caio, o pobre gostoso e bonito maninho a aprender como comer uma mulher de verdade.



Ele já começava ma fase de demorar a ficar a mais tempo no banheiro, eu mau brigava com ele, pois agora tinha a rola grossa de Pietro para me divertir, mas eu queria saber como ele, o maninho que se desenvolvia era de pica.



E fui desta forma que resolvi a envestir, comecei a ver nele a beleza de seu corpo magrinho, rosto sem espinhas e o garoto que adorava a ficar em casa vendo filme, na cozinha eu o perguntava como estava na escola com as meninas. Eu sempre muito provocante, de peitinhos pra cima, short curtíssimo e uma beleza de deixar os meninos babando, e nestes meninos se incluía meu maninho gostoso.



Ele sempre foi muito tímido, raramente saia de casa e ao falar de meninas ele sempre respondia muito pouco.



Mas eu queria saber como ele era de corpo de de pica, envesti, coloquei alem de dar a buceta para meu macho Pietro também dar gostoso para meu maninho.



Caio meu irmão sempre foi tímido e nos sempre tivemos de tudo, nossos quartos era separados, nos tínhamos uma vida comum e ele cheio de mordomia e vídeos pornô, mas era mesmo assim pouco atrevido sexualmente.



Mas em uma noite, quando estava tendo uma festa em casa, todos reunidos, família, mamãe, papai, primos, amigos de negácios de papain que eu resolvi cair matando no maninho.



Com uma roupa provocante muito bonita, de saia jeans, blusa com decote charmoso e uma vontade louca de dar a bucetinha que passei toda a festa, dancei, sorri e daí é claro o gostoso do maninho e nás caímos na cerveja, papai detestava que nos bebêssemos, mas era apenas um pretexto para eu literalmente ser possuída pelo pecado carnal.



Bebemos muito e exatamente umas três da manha, o som tocava, eu e toda a família já estávamos pra lá de bagdá.

Todos se recolheram, inclusive meu pai e minha mãe, as visitas já havia ido e ficará eu, Caio..



De frente da piscina e em uma noite de lua linda estava eu toda na seca, com muito desejo jogado ao deus dará do sexo, olhava para a beleza de menino do meu irmão, olhava sua magreza e seu charme de menino.



Ele bêbado, eu caída às traças, e nás dois juntos eu resolvi me amostrar... Pausadamente tirei a saia e fiquei somente de calcinha pra ele, rebolava e ele bêbado sorria muito, me olhava de um jeito muito gostoso de maninho comedor. Eu então cai na piscina somente de calcinha e sutiã e ele me via, sorria e tinha um nexo entre beber e me ver.



Sem perder tempo ele me diz que se eu não fosse a maninha dele ele me comeria facinho facinho.... Sorrimos juntos e daí que eu resolvo ver se ele estava de pica dura e ai ver por cima de sua bermudona via aquela coisa fazer volume.



Fiquei mais doida pra dar pra ele ainda, bebemos e eu ainda dançava totalmente o deixando perceber minha beleza, eu disse que ele era cabaço e não sabia comer uma mulher, ele bêbado e solto disse que me comia e gozava gostoso em mim.



Eu disse a ele:



- Com esse pintinho punheteiro ai. Kkkkk



Sorrimos e estávamos transtornados com a bebida na mão e dançando, daí logo ele me respondeu parecendo estar doido da cuca, ou da pica:



- Olha aqui maninha, você curte pintinho de moleque...



Ao olhar ele estava totalmente de pau duro na minha frente e eu estava mais perplexa que antes, perdia a noção do pecado ao ver aquela coisa novinha e não tão grossa quanto ao do Pietro, mas ainda assim era gostosinha, durinha e com uma grossura natural de um jovem rapaz na fase de descoberta.



Eu então mandei ele tampar aquilo, mas logo mudei de idéia.

Coloquei a mão no pintinho duro dele e comecei a punheta-lo, e disse que ele sá sabia fazer isto, e ele então me deu um tapa na bunda e falou:



- Você tem coragem de cair de boca aqui maninha gostosa e experimentar o palitinho do maninho...



Eu olhei para ele e em um gesto de loucura joguei um pouco de cerveja no pirulito dele e comecei a mamar... Nossa!!!!



Era delirante o sabor de cerveja e pica, era gostoso e eu louca mamava meu irmão feito uma doida boquetera.



O ouvia gemer prazer, e totalmente com a pica entalada em minha garganta, o garoto que mal falava de sexo sentia uma boca quente engolir com vontade seu pauzinho de garoto.



Eu mamava feito uma bêbada gulosa, a cada momento sentia uma anciã de vomito, mas aguentava mais e mais na minha boca virgem de prazer.



Ele então agora de pé e eu de joelhos e com uma pica atolada na boca era fudida.



Ele segurava meu pescoço e metia em um vai e vem delirante, o sentia atolar gostosamente seu pau em minha boca, ele fazia vai e vem ao mesmo tempo em que gemia e dizia:



- Mama maninha, vai!!! Toma!!! Toma!!! Toma!!!, Toma rola maninha...



Nossa era louco de gostoso, eu sentia totalmente despreparada, toda desconjuntada de joelhos sendo fudida por uma pica e ainda pela boca.



Eu quase engasgava e sentia-o fazer movimentos fortes, parecia estar doido de prazer e me dominar pelos cabelos, era gostoso e sentia o caldo quente de porra adentrar e eu engolir sem poder dizer não.



Ele forçava minha degustação, ele me segurava firme e da mesma forma que eu mamava eu babava toda devido a forte salivação.



Era muito gostoso, Caio, meu irmão aprendia e me ensinava ao mesmo tempo, então desta forma que passado um bom tempo eu senti o escorrer da sua goza quente em minha garganta.



Era delirante sentir ele e o gosto de menino e de porra quente em mim, eu então em tempo engolia cada gota, não deixei desperdiçar nada, o olho fixamente e o jogo com toda força no chão.



Ele meio bêbado, suando e de pica dura ainda se deixou cair ao lado da piscina.



Foi então que subi em cima dele, o segurei suas mãos por traz e em um movimento rápido e brusco fiz minha buceta delirante engolir sua pica gozada e dura.



Minha xoxota parecia que conhecia a mira certa e eu sentia o prazer de dar para aquele magricelo.



Sua pica era engolida por minha buceta e eu com meus peitinhos durinhos e o segurando com a mão para trás comecei a rebolar, ele de olhos fechados sentias o vai e vem da minha bucetona.



- Toma você maninho um chá de buceta!!!



Ele gemia e eu feito uma lo9uca carnívora por pica fazia um movimento de vai e vem, de sobe e desce rapidíssimo, ele gemia e eu também me deixava levar por tudo, pela madrugada gozável, pelo som alto e por ele, um menino roludinho e eu uma irmã que dava ao pecado do prazer.



Ele sentia o entrar e sair de sua pica na buceta de sua irmãzinha que crescia e se tornava uma putinha.



- Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!, Aiiiiiiiiiiii!!!, Toma buceta maninho, toooommmmmaaaa!!!!



Gemíamos ao prazer, gostosamente meus peitos balançavam de tanto prazer, eu gritava e a bebida se tornava mais atrativo.



Levantei-me e peguei uma garrafa cheia de cerveja e joguei no corpo dele, comecei a chupar ele gostosamente com a língua enquanto minhas mãos pegavam a dele e levava em direção a minha buceta.



O ensinava a me dedar com as mãos, ele estava doidinho, eu o segurava pela mão e ele com dois dedos na minha buceta e a língua roçando seu pinto cheio de bebida nos faziam delirar, gozar, gemer como cães ao pecado.



Jogados em uma noite de luxuria e pecado carnal eu logo novamente o deixava me delirar por uma pica gostosa, eu aprendia com meu irmão como o pecado era gostoso.



Ele então logo sentia meu corpo e minha xaninha responder ao nosso chamado, logo engulo com a xoxota a pica dele de novo e feito uma vadia no cio faço o rebolado fatal, me vejo louca por rola, dominada e totalmente levada o inferno carnal.



Ele chora de tanto prazer e novamente grita de tanto gozar... Sim!!! Ele novamente gozava, e me enchia pela buceta agora de porra... Ele suava muito e eu já perdia a noção da festa, sentia o leite quente derramar, a buceta perder a vontade e se tornar brinde ao pecado.



Gostosamente me deixo gozada, deito do lado dele, toda melecada por dentro e por fora, suando muito caio do lado dele e ao som de danc tomava banho de suor e cerveja.



Começamos a respirar fundo depois desta foda, ele jogado ao chão, eu toda aberta e nos, dois irmãos, a putinha depravada e o irmão metedor.



Logo nos levantamos ainda sem acreditar no que havia acontecido... Levei-o para o guardo o joguei na cama totalmente de bermudona arriada ao chão, de pica molinha, o deixei cair na cama de lado, então eu louca ainda peguei aquela gebinha mole na mão, e então cai de boca de novo, ele gemia ao mesmo tempo em que delirava de sono e bebida... De pica mole eu mamava e não tinha muito efeito, limpava a porra que havia ficado nos cantinhos, parecia eu uma louca com um pauzinho agora murcho na boca, passava a língua pela cabecinha e então aproveitava o ultimo instante de prazer...



Logo fui me deitar...



Caminhando de perna doida e xoxota delirante de felicidade me joguei na cama feito uma depravada, uma louca menina, uma louca mulher...



Continua...

Escrito Por ThyAggo.



HISTÓRIAS DA LEITORA - TAMARA -

---------------------------------------------------------------------------------------





MSN-

[email protected]



Blog -

portalgayms.blogspot.com

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos pelado d4 pr macho no matocontos lésbicas casada 34 anoscastigando mamilos com grampos contozueiras mais gostosas e fogosas da bunda grande e pernas grossashetero goza dentro ainda da im tapa contos eroticos de enteadasmulheres violadas contos eroticosMinha mãe me ensinou a ser puta contoscontos de casadas o negro desconhecido me arromboudona florinda so ela dona florinda vaginatica dani buceta gistosafilho casetao de 30cmcontos mem tinha peitinho dava cusinhomarido chupa seios quando está nervosocontos minha filha e puta desde pequenaconto erotico de tanto eu insistir em engravidei a minha professora eu era um meninopais se esfregando na filha shortinho corvi meu filho na punhetaquero uma menina cabelos longos escuros deitada na piscinacontos de transando com o genro timidocontos eroticos irmão arrependidosobiu no cu delaconto erotico gay viado fica com medo da piroca do coroa e e fudido a forcam primoporno gay contos oconto erotico loura com 3 africanoscontos eroticos fiquei com um pouco de nojo mas chupei aquela buceta peludaconto erotico comendo Minha TiaContos minha sogra fas eu ser puta do sogro e tiosDesvirginando a sobrinha de 18 anosembebedei minha irma e a comi conto eroticopm me comeu contocontos eroticos esposa coloca coleira no maridomulher de amigo sexo contoscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html contos dei um beijao na boca do meu tiocontos eroticos de professorasquando ela percebe que eu quero dar o cu pra ela xxxMeu nome é dado (apelidio),tenho 35 anos e minha esposa mara tem 32 anos.Somos simpaticos ,com caracteristicas bem Brasileira .contos eroticos incesto vovô e titio me fuderamcontos eroticos arrastada pro mato e enrrabada pelo brimo da rola grossaeu com minha pica machucada e ainda comi minha namorada contos eróticosconto de irma que viciou em dar o cuzinhocache:d8S3mF85a4oJ:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria_4_11_incesto.html contos erroticos meu sogro bem dotado arronbo meucontos eróticos Bombeirocleide chupou ate gozarcontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandroslotação filhinha sentou no meu colo contos de sexome estruparam e me obrigaram a dar para o caseiro do sitiocontos eroticos de coronel de rola grande e grossamulher escanxa no cachorro e goza gostosoConto marido deixou traficante comer cu da mulhervideo porno 45cm de rola na filhinha dormindomoleque engravidando gostosa contoFui trabalhar de servente e dei meu cu contoscontos eroticos comendo o cu da empregada de limpezagaviao do progama malucos molhado pelado de rola duravidianho quis me da e nao resisticontos de punheta com botaschegando em casa toda gozada contos eroticoscontos eroticos categoria estrupada por mas de umcontos eroticos gay dei minha bunda pro filho da vizinhacontos fui arrombada dentro de casa pelo baiano amigo do meu maridomãe não deixa filho fude.com ela.na.vuzinhavoyeur de esposa conto eroticovidio porno d3 uam mulher branca 3 uma homem preyocontos eroticos batendo punheta olhando pro cuzinho do nemino contos eróticos o filho de minha amigaconto erotico passei a mao menina de calcinhaPorno orgias lesbicas incestuosas iniciando as bem novinhas contosele domindo eu calvagando no pau deli contomeu buraquinho guloso no teu pauconto erotico gay esconde escondecontos de incesto pirralhapassivosrj sexocontos orgia com maeporno policia agelma ou marido fode amulheramava bater punheta no pique escondeporno pesado arrombando relatoscontos de incestos na madrugada ele se encaixou em mimcontos eroticos mendiga negracontos eroticos - esposa - massagista - pintudocontos meu cunhado é corninhohistoria e contos lesbica primeira vez com minha babaPorno conto filha mama pai desde pequenaconto erotico ficando com um doente mentalcontos enrabando sobrinha da minha mulherTennis zelenograd contovideos de zoofilia cachorrinhos recem nascidos mamando na xoxota da mulhercontos eroticos exibindo minha esposa no banhodepois de eu ter me mastrupado depois de um tenpo comesei a goza isso e normalconto erótico "arrombaram meu"contos dormindo com a tiase masturbar antes de durrmi faz bemdando a buceta na maquina e quase morrendomarcio buceta fabiana em porto AlegreTennis zelenograd contoporno mamei tanto o peitinho q inchoucontos eroticos pica grande