Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MALHANDO NA ACADEMIA

Há tempos passava em frente aquela academia mas nunca tinha entrado pois meu horário de trabalho é apertado, porém recebi uma folga dia desses.

O interior era mais bonito do que a fachada, recepcionistas maquiadas e perfumadas, corpo saradíssimo! Pedi informações sobre a matricula, deixei meus dados e chamaram o professor para uma avaliação física. O cara era lindo, branquinho, sarado, coxas grossas, barriga tanquinho, com uma bermudinha que evidenciava o tamanho da pica e do saco (tenho que confessar, sou louca por bolas). E além de tudo super atencioso! Confessou que ainda era aluno de educação física e que fazia estágio lá. Me levou até a sala de musculação, fez umas perguntas. Eu não conseguia parar de olhar aquela pica dentro da bermuda, virada pra esquerda, grossa, pesada... minha xoxota já começou a piscar feito uma putinha e ele percebeu meu interesse... Fiquei de começar no dia seguinte, na parte da noite...

No outro dia estava eu lá, vestida com uma calça de ginástica bem apertada, de tecido fino, quase transparente, e calcinha toda enterrada no rabo. Sou magra, morena, corpo normal, tudo durinho. Meu orgulho é ter um bucetão, tipo capot de fusca, que engole o pau todo na hora da foda. Por isso mantenho minha xoxota bem depilada, lisinha... Meus seios são médios, mas de bicos bem espetados (estou sempre de farol aceso). Também escolhi uma camiseta curta e soltinha, branca, sem sutiã... estava afim de provocar o cara! Já entrei na sala dando uma olhada geral e o vi num canto conversando com mais dois gatos, um bem parecido com ele e outro moreno jambo, com umas coxas deliciosas! Mandei um sorrisinho e fui me aquecer na bicicleta que ficava de frente para os três. Na minha cabeça passava um filme digno de atriz pornô e eu comecei a me excitar. Me inclinei na bike e fiz eles perceberem meus seios pelo decote, os bicos duros, prontos para serem mamados. No começo os três não acreditaram mas mantive o olhar, principalmente no professor-estagiário e no morenaço.

Passei a fazer a primeira série de exercicios e o professor se aproximou perguntando se eu estava me sentindo bem, se estava cansada. Respondi que aquilo era sá o começo e dei uma risadinha bem safada. Ele voltou para o meio dos dois e eles começaram a confabular. Nesse meio tempo sá tinha eu e eles na academia – passava das 21h. Eu passava de um aparelho ao outro me exibindo, rebolando, empinando a bundinha, estava muito vagabunda naquela noite. Eles fingiam que malhavam mas estavam sempre trocado olhares, como um cádigo secreto. Então me sentei naquele aparelho para malhar os musculos internos da coxa onde as pernas abrem e fecham sem parar. O moreno saiu e ficaram sá os outros dois, me encarando. Eu sentia a calcinha roçando no grelo, já durinho e fiquei toda meladinha. A calça de ginástica tinha o fundo todo molhado e quando eles perceberam, fiz cara de safada, fechei os olhos, inclinei o tronco para trás e soltei os cabelos. Minha blusinha subiu e parte dos meus seios ficaram a mostra. Os dois se levantaram e vieram na minha direção. Disseram que a malhação estava átima mas agora era hora de parar para o relaxamento! Me abraçaram pela cintura e me levaram em direção ao banheiro masculino. Meu coração pulava no peito, muita emoção para uma sá noite!

Logo que entramos vi o moreno no chuveiro. Nossa, como ele era gostoso! Aliás, todos eles tinham suas qualidades. O professor com um saco de dar água na boca e o outro que não ficava para trás, e um moreno escultural! Nessa altura eu já estava louca pra meter com os três, fazer uma suruba de dar inveja! Já estava rebolando no pau do cara atrás de mim, roçando a pica na minha bunda. Ele chamou o moreno e disse: “Júlio, olha a princesinha que trouxe para nás!”. Fiquei encantada! E mais excitada ainda quando o moreno virou de frente e pude ver aquele mastro crescendo entre suas pernas, parecendo um deus se levantando do sono! Nossa, seria tudo meu! O outro cara (Fernando) que me segurava por trás levantou minha camiseta e expôs meus seios para todos, os mamilos eretos de tesão. O professor (Felipe) se aproximou pela frente e abocanhou meus peitos, sugava feito um bebê faminto, brincando com os bicos duros na ponta da lingua quente. Nossa! Que alucinante! Eu gemia e rebolava ainda mais no pau do Fernando que já estava com a piroca pra fora, a chapeleta brilhando de tesão. Aproveitei pra abaixar a bermuda do Felipe e tocar aquelas bolas maravilhosas, que já estavam pesadas e duras, cheias de porra. Falei: “Professor, quero chupar seu saco!”. Ele respondeu que seria todo meu! Júlio ficava de longe, encostado na parede, segurando a toalha, sá olhando a cena... Queria que ele participasse também. Daí, ele me olhou bem nos olhos e disse: “Comigo sá no final. Quero ver se você aguenta tudo isso aqui!” E me mostrou a piroca dura, extremamente grossa e escura, feito um mastro de navio, cheia de veias saltando! Como aquele pau monstruoso iria caber na minha bucetinha?! Nunca tinha visto uma piroca tão grossa, nem na boca ia caber!

Abaixaram minha calça, lamberam minha barriga, o umbigo, a virilha, passaram os dedos na fendinha da xana, me deixaram louca como uma cadela no cio! Mamavam meus bicos, mordiscavam eles, davam puxões com a ponta dos dedos... Loucura total! Elogiavam minha buceta lisinha, diziam que era gordinha, boa pra meter um pau... ou dois! Me sentei no banco e fiz meu trabalho: um boquete delicioso em Fernando e Felipe. Fazia cara de puta e olhava Julio nos olhos, que estava tocando punheta. Enfiava as duas chapeletas na boca, lambia, chupava, mamava o pau todo, brincava com a pelinha em volta da cabeça, acariciava as bolas, sempre alternando os machos. Comecei e beber o melzinho que saía da chapeleta, daí eles pararam. Me deitaram no banco, Fernando caiu de boca na minha xoxota e Felipe quase sentou na minha cara, enterrando aquele sacão na minha boca. Chupei como uma desesperada aquelas bolas enquanto rebolava gostoso na boca de Fernando. Ele chupava as dobrinhas e enfiava o dedo no meu cuzinho... Que tesão! Gozei como uma vadia quando ele sugou meu grelo duro e latejante! Ele lambeu todo o meladinho, se levantou e me deu um gostoso beijo na boca. Fiquei muito excitada sentindo meu gozo na minha prápria boca. Trocou com Felipe. Finalmente ia ter o professor, que trabalhou tão bem quanto o outro! Ele encostou a cabeça do pau na minha xoxota e enterrou tudo de uma vez! Bombava lá dentro como um animal, 20 cm de piroca dura na minha xana! Tirava de dentro, esfregava a cabeça no grelo e metia de novo. Estavam me arregaçando toda e eu queria mais! Gozou em cima do buraquinho do cú um pouco depois de Fernando ter gozado na minha cara. Qdo ia meter o pau na olhota do rabo, chegou Julio dizendo que agora era a sua vez. Me ergui ainda com a porra do Fernando escorrendo pelo queixo e olhei a piroca morena e grossa que ia se enterrar no meu corpo. Confesso que tive medo pois a pica, apesar de não tão grande, era grossa como a de um cavalo! A chapeleta parecia um soquete!

Julio percebeu meu medo e disse: “Vou precisar de ajuda aqui”. Fiquei desesperada e quis levantar, mas eles me prometeram que seria tudo com jeitinho, que eu ia virar freguesa! Enquanto o morenaço besuntava o pau de KY, Felipe e Fernado me acariciavam, beijavam, me colocando deitada de pernas abertas e segurando meus joelhos dobrados. Estava com a buceta pulsando, inchada, toda arreganhada pro Julio, pernas bem abertas. Ele se ajoelhou na minha frente, esfregou um pouco de gel nas dobrinhas e começou a abrir o buraquinho da xoxota com os dedos, primeiro 1, depois 2, 3... “Não faz assim, vai me arregaçar toda!”, mas no fundo já estava com tesão de novo. Os outros continuavam me bolinando. Julio encostou a chapeleta na minha buceta e foi enfiando a piroca bem devagar. Era tão grossa que não entrava com facilidade... Que sensação nova e deliciosa! Sentia minha xota ser preenchida de verdade, aquele monstro ia acabar comigo! Ele começou a bombar mas o pau sá tinha entrado um pouco mais do que a cabeça! Era muito grosso! Comecei e gritar e Fernando tratou de enfiar o pau, duro de novo, na minha boca, me deixando sem voz! Minha buceta ia rasgar naquela tora, eu tremia tanto que pensei desmaiar! Daí Julio parou, pensei q ele tinha gozado mas foi sá pegar mais KY para espremer metade da bisnaga dentro do meu cuzinho. “Não! No cú, não! Você é muito pirocudo, vai me machucar!” Ele me fez ficar de quatro e respondeu: “Putinha que se preze aguenta levar no rabinho!”. Sempre dei a bundinha, mas o pau dele era imenso, estava com medo! Mas quando encostou aquele caralhão no meu rabo, o olhinho do cú piscou. “Safadinha, quer levar no rabo, né? Faz cuzinho doce pra mim que eu como mesmo!”. Ele abriu bem minha bunda e meteu o mastro cheio de veias, duro como rocha, latejando. Senti minhas preguinhas se abrindo e dando passagem aquela tora gigante. Nossa, entrou mais fácil na bunda do que na buceta. Mas durou pouco, ele estava alucinado de tesão, suando, e gozou dentro do rabo urrando como um animal. Na mesma a hora tirou a pica de dentro e me fez chupá-la, toda melada de porra. Chupei tudinho até amolecer aquele deus moreno.

Fiquei molinha, deitada, exausta. Os três me levaram pra ducha, me deram um banho, limparam toda a minha xaninha melada, o cuzinho, me secaram com uma toalha macia. Sentia um restinho de porra escorrer pelo buraquinho do cú. Felipe me deu carona de volta pra casa e me despedi com um boquete. No outro dia, cheguei acabada na academia, mas sá o professor e Julio estavam por lá. Me presentearam com um pingente em forma de “P” com pedrinhas: “Você é a nossa princesinha!”. Fiquei orgulhosa, me sentindo gostosa! Uso o pingente sempre que estou com eles. Fodemos pelo menos 2 vezes por semana e agora Julio já permite que os outros comam meu rabinho também. Fizemos loucuras juntos: DP, anal, oral, vaginal, no carro, ao ar livre, etc... Adoro dar para os três, pagar boquete, sugar seus mamilos durinhos, lamber as bolas, as chapeletas, beber a porra de cada um, sentir suas linguas dançando no meu corpo, na buceta, no cú, nos bicos dos seios. Ainda fico desconfortavel com a piroca do Julio mas sinto falta se ele não me penetra! Aguento tudo! E Felipe até depilou o saco por minha causa, foi a melhor bola que já chupei na vida! Faço aula sem calcinha, pra me excitar bastante e chegar neles em ponto de bala! Penso em fazer outra faculdade – educação física – para trabalharmos juntos. Essa parceria, com certeza, já deu mais do que certo!



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


http://zoofilia deixei o dog meter na minha filha.contoscontos erotico real na cidade de campinas esposa e estuprada na frente do maridoconto erotico atres d casada mg motelcontos/eu e minha mulher fomos assaltados e enrabadosconto erotico dona de casa casada cantadagarotinha bucetinha estufada contoscolocou toda.no.cu e elabse.mijoume fez de puta e me estrupkfamilia naturista contigostosa fastando pratras pra ser encoxada rabetaodei de perna abertacontoseroticos cagando na boca do viadocontos eroticos segundas intençoescontos eróticos o filho de minha amigaPolicial famenina dando a buceta pra seu cachorro em contoscontos fodi com o meu sogro gstscontos erotico transai com uma negona vizinhaminha irmã no meu colo contisconto estou apaixonado pelo meu sogrocontos de corno meu tio engravidou minha esposaconto erotico o taxista negaocontos eróticos f****** a cunhadinha pequenininhacontos de esposa pagando cofrinho pro vizinhof minha familia em grande orgia contos eroticosconto erótico gay com muito estuprocontos eróticos estuprei a menininha q saia da escolabucetao gggnegraconto erotico isso me fodeconto com cunhada chantagistacontos eroticos cu de esposa vermelho cheio de porra com fotocontos de chorei com a pica de meu avô no cumeu amigo me deu a sua esposa contosvideos de peladas e meladas de manteiga no cucontos eroticos travestis fudendo frentistas do posto de gasolina gaysflogdosexo.compauloelizabethcontos eroticos comi a velha beatacontos me arrombaramcache:d8S3mF85a4oJ:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria_4_11_incesto.html contos eroticos minha sobrinha meu amor part1contos de surubas inesperadas com esposa e travestisconto erotico gay motoqueiro marrenticontos de pervertidosnao tira papai deixa que eu vo gozarcontosmeu marido quer fode meu cu mas to com medofui nadar e meu primo comeu meu c* na piscinaConto erotico meu tatuador me fudeujogo de carta em aposta conto incestocotou eroticou gay meninominha tia travesti contosconto marido paga catador de latinha pra fuder esposaTennis zelenograd contomulheres dismaian dando ocuGarotinho lisinho e comido pelo amiguinhomulher casada d********* dando a b***** e chupando o pau e g****** na boca com mendigocoroas de buceta quadril e coxas enormes dando para cachorrohttp://transei com meu primo da roça gay contos eroticoscontos eroticos dando a xota para o meu primo e o amigo dele na casa delecontos sem pudor com a menininhasogra gorda dormindo jerro prega rolacontos comi a amante do meu paicontos eroticos glaucia cdsexo aos14 pornodoidocontos eroticos traindo marido na viajandoMinha namorada deu a bucetacontos erotis orgia bimarido tarado conto eroticominha iniciacao na zoofiliafilha de diplomatas conto heroticonovinha de shortinho curto mostrando os pelinhos das nádegasfui pego cheirando os sapatos da minha amiga podolatria contos eroticosvideo de se eu pega ella arranco os cabeo dellacontos passei a mao nela dormindoconto eroticos maduras e filhas na putaria caralhudoscontos erotico mangueira na bucetacontos eróticos meu cuzinhomendigojumentominha esposa nem desconfia que eu gosto é de rola contos gayrelato eróticos violênciaao meus 19 anos cumi um cuziho bricando d esconde esconde contosgaycontos eroticos primeira gozadaporno cm sogra coroa loira ejeroconto adoro cu de casada2 ome pega uma mulher afosa prafase pornocache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html calcinha usada da vizinha safada contosmeu ex tem ficou duro eroticos contosfilho delicia contocontos erotico os mininos comerao meu cu guando ajente brincavacontos eróticos comi mi.ha irmanzinhapuxou minha calcinha de lado e meteu ate o talo na minha boceta contosconto erotico minha patroa me viu de pau duroeu quero vem pica de cinicomePeguei o amigo d meu esposo cheirando minha calcinha meladinha,contos eroticoscagando na cara contominha xana piscava