Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA NAMORADA TRANSOU COM OUTRA

Tudo começou quando conheci minha terceira namorada. Ela era uma delícia e eu realizava todas as minhas fantasias de forma simplesmente fenomenal. Chegamos a um ponto na relação que sá transavamos contando contos eroticos no ouvido do outro e em uma das vezes contei meu desejo, como conto, de ver duas mulheres transando. Sá que tinha um detalhe, ela nunca fazia um oral depois de meu pau penetrar ela, ela dizia que tinha nojo do gosto de buceta. Continuei contando a ela meu desejo e isto começou cada vez mais a deixar ela molhada. Um dia depois de transarmos ela me confidenciou que estava tentada a tentar porém com algumas condições: ela seria totalmente passiva, não tocaria na outra mulher nem eu podia participar apenas olhar. Topei na hora e começamos a planejar como isto iria acontecer.

Decidimos escolher a 'vitima' e por vários motivos escolhemos a nossa amiga que nos apresentou. Confesso qeu tinha o maior tesão em Paty, mas nunca, ate então pude demonstrar visto que a amizade delas era muito grande. Fomos para a casa de Rô (minha namorada) e levamos bebida suficiente para derrubar uma boiada. Começamos a beber e conversar sabendo onde queriamos chegar. Começamos então o velho e bom jogo da verdade e fomos esquentando as perguntas ao máximo que podiamos. Depois de um tempo resolvemos que cada pessoa que fosse sorteada no jogo teria que tirar uma peça de roupa depois de responder a pergunta, na metade das roupas sugeri que quem estivesse na vez de perguntar poderia escolher a peça de roupa que o outro tiraria de quem perdesse e desta forma coloquei a Paty para tirar a calcinha da Rô, como a Paty já estava bem animada resolvel tirar a calcinha com a boca. Quando se aproximou e viu a calcinha da Rô toda molhadinha ela se apressou em tirar e ainda de joelho aos seus pés ficou olhando para o rosto da Rô como que pedindo permissão e Rô percebendo perguntou o que ela estava esperando: ESTE FOI O MELHOR MOMENTO DA MINHA VIDA SEXUAL. A Paty sabia o que fazer com a língua, de repente parou olho para mim e perguntou se eu não ia participar, ainda me insinuei participar mas a Rô prontamente respondeu: hoje ele vai sá olhar.

A Paty levantou pegou a Rô pela mão e puxou ela para o quarto e eu resiginadamente acompanhei. Chegando no quarto a Paty tentou beijar a Rô que se esquivou, puxou o cabelo da Paty e direciounou sua cabeça para seus seios deliciosos que sempre adorei chupar. a Paty não perdeu tempo começou a chupalos com volúpia e tesão, ao tempo que ia alisando o corpo da Rô até chegar em sua xota, ao que a Rô estremeceu, paricia que ela estava levando um choque de 1800wts e começou a rebolar, nunca tinha visto ela rebolar daquele jeito. A Paty empurrou ela na cama e pulou em cima voltou a chupar seus seios e foi decendo vagarosamente até chegar naquele grelinho delicioso que eu conhecia tão bem, chegando lá ela não teve pressa de sair, parecia uma criancinha com seu brinquedo récem ganhado. E ela sabia como cuidar, eu ficava sá vendo e me masturbando e minha namorada sabia que estava me realizando e começou a gozar ela gozava alucinadamente, ao dar os últimos gemidos a Paty deitou a lado dela, até então ela não tinha tentado mais beijar a Rô e quão surpresa ficou ao ser beijada repentinamente e retribuiu o beijo com prazer latente. A Rô começou então a beijar o pescoço dela foi descendo até os seios quando parou, olhou para mim e perguntou o que eu estava achando e antes que eu respondesse ela fez sinal para que eu ficasse em silêncio e ela mesmo respondeu: pelo prazer que você proporcionou ao grande amor da minha vida vou retribuir este sexo maravilhoso que nos fizemos. Então começou a descer devagar até chegar na boceta da Paty, nossa que boceta deliciosa, grande, fartuda e linda. a Rô começou a arrudiar a boceta dela como o corviu cerca uma presa e a Paty gemia alucinadamente, aos gritos gozou, rebolou, puxou a cabeça da Rô contra seu sexo e delirou. As duas totalmente suadas se abraçaram e Rô perguntou quantas vezes ela tinha tido experiências lésbicas e ela falou que nenhuma. A Rô me olhou e disse: Agora nos duas vamos tomar banho e ao sair vamos fazer você gozar como louco afinal você nos proporcionou uma noite maravilhosa. Fomos te dar um presente e no fim quem ganhou o presento fomos nás.



Mas esta é uma histária para outra categoria

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


apremira vez da fenandinhabeijo no umbigo contoscontos filha peituda provoca seu pai de baby doll ele fudeu elacontos eroticos "cadela" "fome"toquei uma punheta pro cara enquanto ele dormi relatosreais putinhasinocenteSou casada fodida contoImagem Carla danada na zoofoliacontos eroticos incesto gay novinho tv a cabominha mulher de fio dental num posto de gasolina eu confessopai do meu amiguinho, conto gayconto erotico lesbico chupa meu grelinho ai vou gozar isso não para ai ai ai to gozandoViadinho o que sentiu depois que deo o cuzinho contos eroticos depois viciouputaria todos diss contocache:http://okinawa-ufa.ru/conto_20940_assalto-no-condominio.htmlmeu policial chupou meus seioscontoseroticosdeincesto/irmaoeirmaXvidio mulhes que anda a noitedepilando a minha tia gravida contos eroticosbotamos pra fuder contosrelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhascontos eróticos abrindo a buceta e cu pro espelhocontos eroticos gratis de aeromoca. bissexualFoto casaro de gordinha de calcinhacontos eroticos joão deu a piça gg para eu e mamãe deserto conto heteroContos internauta quer comer meu cuminha netinha contos eróticoscontos eroticos fudendo a mae travesticontos: puto dando ao ar livrecontos meu marido da pica pequenaconto bricano com o primho de esconderhttp://transei com filho do professor gay contos eroticos gayConto porno ui ui ui meteContoseroticosgreludadando no ônibus contosContosEroticos.ORG gay sou submisso ao meu pai maduromeu/namorado me.comeu toda contovoyeur de esposa conto eroticominha irmã no meu colo contiscache:a_zOfGtuspUJ:tennis-zelenograd.ru/conto_14627_marido-confiante-mas-nem-tanto..html Conto exotico entre fazendeiro com filha do empregadobucrtinas novinhaspodolatria entre famililia contos eroticominha prima mim pegou dando uns amassos na minha namorada conto eroticobotando caralho no cu do bebadoMinha namorada deu a bucetaminha patroa gortosa e tarada por pauGGcontos comi minhas gemias zinhascotos heroticos gay neguinho me comeucontos eróticos de virgindadecontos de crossdresser me seduziu e me fez putacontos anal de mulher virgemmete mete mete gostoso. contosporno traicao roludo conto pornoconto comendo a coroa gostosacontos eróticos de amigos com mts mamadascontos cavalonas apaixonadasforçada a usar vibrador contos eroticoscontos eróticos cantada na rua não resisti e traíesposa e a cenoura contodei a xana contos eroticosbuceras com paj giganti dentrocontos eroticos de vovofodida na escola contoscontos de corno com pedreiros negros hiper dotados e jumentoshomens delirando de tesão com um pau enterrado no raboContoseroticos cavaloconto minha calcinhaacordei sendo com o pau do meu filho dentro da minha buceta contoscontos chupei o cu do cachorrominha mae enfiou o dedo no meu cufodas de esposas q gostam de ser curradasIncesto com meu irmao casado eu confessoPMS contos eróticosconto erotico velha gorda desesperada por pirocacontoeroticos. casal indecentecontos comi minha mae e o travestimeu marido liberou também conto cuPeguei meu filho e mandei ele chupar minha bucetabochechas da bunda da minha irmãConto sogra magrelinha gosta de orgiaesposa comvemceu maridu deixa. ela da para outro..comtos eroticoscontos eroticos paguei as dividas da minha funcionária noiva rabudacontos eroticos sentei no hugocontos eroticos decornos amigoscontos eroticos tenho 23 cmcontos masturbandcontos eroticos nordestecontos eroticos chupando a pica do meu filhomasagista se marturbando no meio do espediente porContos eroticos pega a força por pmconto erótico mulheres teve coragem sexo cavalosfudeno a sobrinha que domia