Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

APOSTA INFELIZ

Toda quarta rola aquele futebol com os amigos, e na ultima quarta é dia de churrasco, cerveja e muito falatário. Sempre fui um dos mais tranquilos mas naquele dia de calor bebi mais do que deveria e sentado na mesa com mais 3 amigos cometi um erro, duvidei, alias apostei que um dos caras que tinha a fama de pegador era mais mentiroso do que pegador de verdade, ai apostamos o seguinte ele teria um dia pra comer minha mulher, se conseguisse os outros dois também poderiam comer pois ele disse ia conseguir e tirar foto, e chantagiaria ela para dar aos outros, e se eles perdessem, me dariam mil reais. Voltei pra casa e fiquei pensando que aquilo foi uma grande besteira coisa de bêbado, da boca pra fora, no sábado pela manhã toca a campanhia, eu e minha esposa ainda estávamos deitados. Levantei e fui até a porta e era o "galanteador", olhei pra ele e ele disse:

- Não estou afim de perder meu dinheiro, então achei melhor vir logo e acabar com isso.

Achei ousado e interessante e me bateu um medo nessa hora, será que ele seria capaz??? bom nesse tempo de surpresa minha mulher vem até a escada e conseguimos ver apenas suas pernas, ele olha pra mim e diz:

- Arruma uma desculpa e sai, daqui a pouco volto, e digo que vou te esperar.

Meio que sem ação, mas até envolvido com a questão resolvi sair e ver no que ia dar tudo aquilo. Falei que iria levar o carro pra uma revisão, apás dizer que eram os Crentes batendo a porta pra trazer a palavra. Ela continuou na cama e eu sai.

Quando sai ele estava lá fora, falou pra mim que ia rolar tudo na sala, se eu quisesse comprovar era sá ficar na janela olhando. disse a ele que não faria isso, mas claro que fui logo depois de ver ele entrando em casa. Da janela via ele sentado no sofá e logo depois ela desceu as escadas, de short e camiseta, acho que foi se vestir, como ela costuma ficar em casa. ele estava com calção de jogo e uma camiseta apertada, e ficaram batendo um papo de dez minutos sem dizer nada de mais, apenas reparei que ele ficava cutucando o pau de leve sobre o calção e sempre que ele cutucava ela olhava, meio que institivo por ele estar mexendo. Ela falou algo, e levantou foi até a cozinha, nesse intervalo ele sacou o pau pra fora e deu uma punhetada e com ele duro colocou no calção deixando o formato dele vem evidente. Ela voltou com um copo de café e um de água. e deu o copo de água a ele e secou o pau dele que ele fez questão de deixar bem marcado. Nessa hora pensei me fudi. Mas continuaram conversando, e quando ela foi levar os copos pra cozinha, eu dei uma puxada no vitro de leve pra poder ouvir.

Ela voltou e se sentou na poltrona e ele tava no sofá, todo largado com o volume bem a mostra. ele levantou e se espreguiçou, colocando pra frente seu corpo, nessa hora ela deu uma encarada que parecia que ia cair de boca, ele percebeu e continuou em pé, e perguntou:

- Será que ele demora?

- Não sei. Vc quer ir depois falo pra ele que vc esteve aqui???

Ai pensei, "ganhei o que vou fazer com esse dinheiro", quando ele olha pra ela e diz.

- Vc quer que eu vá??? - deu dois passos em direção a ela e começou a passar a mão na rola por sobre o calção quase encostado na cara dela.

- Meu marido pode chegar. - disse ela com os olhos fixos no volume do calção dele.

Ele pegou a mão dela e colocou sobre sua rola ainda no calção e disse:

- Se ele pode chegar, vc ta perdendo tempo. Desde que cheguei que vc não para de olhar para o meu pau, e quando bati o olho em vc pensei, essa é putinha.

Ela ficou paralisada com a forma com que ele falou e manteve a mão parada sobre o sua rola. E ele completou.

- Se vc quiser eu vou embora. Mas pra mim, vc não passa de uma vagabunda que ta louca pra chupar a rola do amigo do seu marido. - E abaixou o calção deixando a rola sair e bater na mão dela que continuou no mesmo lugar sá que agora com a rola na mão.

Ele passou a mão por trás da cabeça dela e deu uma forçadinha, ela não foi de primeira, nem na segunda, mas seu rosto ficou a dois dedos da rola dele, ele começou a esfregar a rola na cara dela, ela ficou parada sá abriu um pouco a boca e continuou parada, ele percebeu e começou a passar o pau no lábio dela que foi abrindo aos poucos e logo ele já estava com o pau na boca dela. Acho que ela ainda estava abalada como tudo estava acontecendo. Ele percebeu e falou:

- Vai vagabunda chupa, chupa por que é isso que vc quer.

Ela começou a chupar como nunca vi antes e ele ainda zuou.

- A vagabunda gosta de ser mandada é uma puta mesmo. Põe ele todo na boca quero ver.

Ela engolia até o talo e ele segurava a cabeça dela por alguns segundos e soltava e ela saia meio engasgada e cheio de baba entre a boca dela e a rola dele, então ele ia e esfregava o pau na cara dela. Ela começou a chupar mais rápido mas ele puxou ela pelos cabelos e arrancou da sua rola. Virou ela de costas pelos cabelos e abaixou seu short junto com a calcinha e nem bem saiu ele já meu a rola na sua buceta. ele estocava forte ela gemia feito louca, ele não parava de meter e dava as vezes uns tapas na sua bunda e xingava ela. Eu na janela olhando estático, não sabia o que fazer. Mas tava de pau duro. E via o "galanteador" fudendo minha esposa como um animal. Ele socava sem dá. as vezes puxava ela pelos cabelos colando os corpos e chamava ela de puta na orelha dela, ai empurrava ela de volta no sofá e mandava ver na sua buceta. em dado momento ele parou. jogou ela no chão pelos cabelos e começou a bater uma punheta na frente dela, e gozou fartamente na cara dela. Ainda puxou a cabeça dela pra ela chupar seu pau. Deu as costas pra ela, pegou algo sobre a mesa e saiu.

Ela ficou ali parada caída no chão toda gozada na cara, e eu ali na janela olhando sem entender nada.

Esperei ela levantar e subir depois de uns 20 min. Entrei e ela estava tomando banho. Tocou o telefone e era o "galanteador", ele dando risada falou:

- Depois mostro as fotos da puta da sua esposa, apesar que sei que vc viu tudo da janela. Até quarta e desligou.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


porno pesado arrombando relatoscontos eróticos gay médicoscontos eroticos peguei minha namorada com outro e participei chupandocontos eróticos de bebados e drogados gayscache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html mae gostosa contosContos eróticos padrastoContos erótico filhinha gosta de mamar picaTudo q uma puta deve fazer na camapassando a mao no grelhoporn dpois de ir a padaria com o visinhoconto de dei meu cu e não aguentei a pica grande delecontos gozada da maeTranzei cm meu primo,contohistorias pra gozar minha menima dd 19 aninhose delirargozei com a minha.irma no meu coloconto erótico menina zuando pau pequenoconto erótico viadinho de calcinha no acampamentocomi minha tia no escuromaridinho chupou minha bucetacontos eroticos comi toda a familiafogosas do funk de sainhacontos de loiras c****** trepando com negão estrangeirorelatos eroticos traição consentidaCunhada olhando o volume do cunhadoo ajudante de pedreiro chupou minha rola quando eu tinha dez anosconto erotico meu marido bebeucontos de putinhas casadatextos viadinhos estrupados gozada boquinhagosando no cu do meu filho bundudo inocenteconto gay ativo e passivocontos eróticos com pezinhos da chefecontos anal de mulher virgemcontos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhatravesti gritando pidido porra no seu cucontos eroticos minha esposa e nosso casal de amigosconto erótico gorda gótica usando uma calcinha pequena e morrendo de tesaiContos eroticos familia sem preconceitocontos eróticos meu cuzinhocontos eróticos dotado enterrou todinha adoreiamigo de infancia negro e roludo dominou a minha esposa novinha e a mim...virei chifrudo e viado contosbrincadeiras no escurinho conto eroticoconto erotico incesto sonifero filhaporra minha secretária tem a bunda deliciatava um tedio danado,resolvi dar a buceta pra ele,incesto contospornô grátis boa f***.com só contos preta peituda transando com genroContos de nao aguentei a pica grande no meu cusogra gorda dormindo jerro prega rolacontos eroticos velhos e novinhas santinhascontos de coroa com novinhocontos eroticos gay o pastorcontos porno esposas estuprados submissoscontos eroticos peguei minha esposa e sua tia juntasgostosa gordinhas tirando cabeçaSexo gay cinebolsoprima nao ve irmaeu crave escontido fodacontos erotoco sogravideo porno minha vizinha mim vizitou aki em casacontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoContos eróticos mães com a buceta peluda e cheiro forteconto erótico menina zuando pau pequenocontos lesbicos de carceleiraContos eróticos gay de calcinha brincando de esconde esconde no sítio do tiu e deunamoro com transex me fez de eacravo contoa erpticoscontos eroticos com escravas sendo humilhadacontos se caga na pica e gostacontos eroticos comendo o cachorro da ruaa primeira vez que comi meu amigoconto menor me comeuporno doido mulher durmindo com abumdas pra fora