Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA NAMORADA TRAINDO...

Depois que a Lu descobriu que eu permitia que ela trepasse com quem ela quisesse, a vida sexual nossa ficou mais intensa. Volta e meia ela trazia um dos amiguinhos do hospital para o meu ap. A rotina era ela ficar nua, se esfregando no amigo, chupava o pau do rapaz na minha frente até ele gozar e encher a boquinha dela. Depois ela descansava um pouco, abraçada comigo dizendo quanto me amava e quanto precisava de mim. Invariávelmente era ou Jorge, ou Beto ou Nilson. Mas o Jorge era o que mais frequentava o meu ap.

Depois, percebendo que o amigo já estava refeito e pronto para mais, ela levantava e levava o rapaz para o nosso quarto onde eles ficavam trepando por mais de horas.

Eu ficava na sala vendo tv ou me ocupava com afazeres diversos. Não era raro fazer um rango para alimentar os amantes exaustos. Ao de despedir do amante, a Lu me pegava e sempre me fazia lamber a xoxota, melada de porra, para no fim pedir para ser comida. Ai me satisfazia naquele corpo escultural enquanto ela me contava com todos os detalhes, a trepada dela com o amante. Durante essas trepadas ela me chamava de corno, corninho e me perguntava se eu gostava de deixar outros machos comerem a namoradinha gostosa. Ela me dizia que estava adorando a vidinha que tinha comigo, tendo a liberdade de ser feliz na pica de outros homens. Quanto mais ela falava, mais eu ficava excitado. Ela me dizia quanto ela se sentia poderosa se exibindo nua na varanda do apartemento, sabendo que vizinhos dos outros prédios a observava. Ela disse que adorava fuder comigo, lembrando das fodas que ela dava com os outros homens, gozava sá de lembrar das picas esporrando a boceta dela. Me confidenciou que tinha feito questão de dizer para o porteiro que estava trazendo amantes para a minha casa. Assim o porteiro espalharia a minha fama de corno para todo o bairro.

Eu por sua vez adorava, adorava saber que muitos tinham conhecimento que era eu que bancava a potranca, a gostosa putinha. Mesmo ela dando para outros.

Uma noite ela me pede para irmos a um restaurante fino na cidade, pois queria se exibir para uma platéia diferente. Topei.

Ela vestia uma blusa decotada até o umbigo e sem soutien e uma saia que ia até a metade das coxas torneadas. Aos pequenos movimentos do torso dava para ver os mamilos dos seios dela. Bem maquiada e cabelo arrumadíssmo, e salto alto, ela estava estonteante. Chegamos no restaurante e fomos conduzidos para uma mesa reservada. O maitre quase pulo para dentro do decote da minha namorada.

Pedimos comida e um bom vinho. Durante o jantar ela novamente dizia-me quanto era importante para ela a liberdade sexual que eu lhe dava. Ela me agradeceu por ser compreensivo e corno ! Corno manso. Ela pegou a minha mão e a guiou para debaixo da mesa e falou: - Olha como estou excitada, molhadinha ! De fato, sem calcinha, constatei que a bucetinha dela estava encharcada. Eu ri e disse que não havia percebido que ela estava sem calcinha.

O garçon se aproximou e trocou os nossos pratos e voltamos a conversar amenidades.

Eu falava mas volta e meia percebia que ela não estava atenta. Percebi que o olhar dela volta e meia se fixava na mesa atrás de mim. Sim, ela estava flertando com o rapaz que estava sentado na mesa atrás da gente, com uma namorada ou esposa meio insossa.

O rapaz parecia ter uns 30 anos, bem apessoado, e parecia que também estava mais interessado na minha namaorada do que na pessoa que lhe acompanhava.

A Lu sorriu para mim e perguntou: - Amor, você vai ficar chateado se eu der para o carinha atrás de você? –Ele Olha para mim como se estivesse louco para me comer. Nisso ela se vira um pouco e o decote abre bem mais que devia, deixando quase a metade do seio dela de fora. Um gesto rápido, perceptível sá para quem estava atento.

A acompanhante dele se levanta e vai ao toilette. O rapaz aproveita e vem até a nossa mesa. Sem tomar conhecimento de mim, ou ao menos se apresentar, ele vai direto para a Lu e entrega um bilhete e diz; -Gata, tome aqui meu telefone, quando der 1 da manhã, me ligue e esteje na frente do restaurante. –Tu é muito gostosa, e tenho certeza de que nos dois vamos nos divertir muito. A Lu respondeu; -Pode ficar tranquilo gatinho, vou adorar sair com você. –Amor, posso sair com ele né? A Lu explicou que eu era o marido dela e seria legal eu autorizar. O cara nem olhou para mim, e pediu novamente para a Lu ligar. Ele então voltou para a mesa dele, terminou o jantar e foi embora com a acompanhante dele. Eu tava roxo de vergonha, todos no restaurante tinham visto a cena.

A Lu estava radiante e me disse; - Viu amor, arrumei um macho para me comer logo mais, não é o maximo? –Achei ele um gato.

Ficamos no restaurante até 1 da manhã, quando a Lu ligou para ele. Em 5 minutos estava de frete ao local. A Lu me deu um beijo de despedida e disse que logo estaria em casa. Fui sozinho para casa e esperei. Esperei excitado, humilhado e ansioso, pela volta da minha namorada. Fiquei imaginando ela de quatro, se abrindo toda para o rapaz. Fiquei imaginando ela chupando o pau do cara e implorando para que ela a penetrasse.

Meu pau latejava com as imagens na minha cabeça. Imagens da minha namorada fudendo com um estranho, um estranho que tinha cantado ela na minha frente e ela aceitando.

As 4 da manhã a Lu voltou, feliz e cansada. Me abraçou e contou que tinha sido maravilhoso o encontro. Contou em detalhes da foda deles. Enquanto ela contava, ela se livrava das roupas. Quando foi para a cozinha, nua, percebi que a bunda dela estava marcada, muito marcada das tapas que o carinha deve ter dado nela. Ao voltar da cozinha com um copo de água na mão, percebi várias marcas de chupões nos seios e no pescoço dela. Perguntei pelas marcas e ela me disse que o Marcos (esse e o nome do cara) tinha sido meio violento com ela, e que ela apanhou muito, mas que tinha sido átimo. –Vamos para a varanda? Te conto mais.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos dentistas safadamamae beija filhinha contosminha cunhada traindo meu irmao com o patrai contoscontos pornor cunhado picudovídeos porno negras barriguda caidaconto titio me fudendocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos de enteadasconto transando com mulher deficienteconto erotico neide safadinhavideornpossContos eroticos de meninas estupradas.eu entrei no banheiro e não sabia que a minha madrastra estava la e come. a xota delaela me endinou a roçar grelo com gtelo/contocontoseroticoscagandowww.xvideovirei/putaeu disse pra minha cunhada casada eu dou esse dinheiro pra você ser você for comigo pro motel conto eróticofudi as dua sobrinhas de nove e onze anos contocontos suruba inesperada com a esposa e travesticonto erotico combinei que comeria uma e ela deixou Espiando homem bulto tomar banho sem ele percebermulhe vais boguete em bebudocontos de maeContos eroticos casadas sendo encoxadacontos erótico moleque safadocontos-pego teu pau e coloco no meu cuzinhocontos submissa para pagar dividascontos eroticos duas amigas brancas encontraram negros caralhudos pra foderminha mae me prostituia conto eroticocontos eróticos gays a primeira vez com 24 anoscontos eroticos de sobrinho roludocontos gay fudendo com o desconhecido no terreno baldiomadura vadia chantageada por vizinhosconto erotico com amiguinho do meu irmaocontos eroticos de cu fedidoconto erotico cadei e virei mulher e escrava ds minha esposavideo porno de sogra chama o genro para sua casa par dar par elecomo comecei a ser enrabada pelo meu cachorrocontoscontos eroticos apostei meu marido e pedirEnfiando na bundinha ate eta sentircoroa t***** da bundona state durinho rebolando gostososogras e madrasta fazendo boquetes rapidoscontos minha mãe me seduziu usando mini saiawww.meti na minha filha a forçacontos orgia com maeporno meu primo e um jegue minha mulher adorouque cu mais apertado agora chora contocontoseroticos viajando com priminho no acrroporno comendo a buceta da gostosa emsima dos retalhosmeu pai batendo punheta.eu foi fala com ele e ele madou eu bate pra eleSempre passo o dedo no grelinho da minha netacontos eroticos o traficante comedor de casadashttp://transei com meu sogro gay no banheiro dele contos eroticos gaycontos eroticos senhora do quadril largosequestradaxvidiocontos casadas s****** sadomasoquismoPorno contos incesto familia prazer total qualquer idadecontos eroticos sadomasoquismo inicio da minha vida de cadelacontos eróticos quentes minha namorada em dp reaisconto castigo da mamae buceta sujacontos eróticos meu primo tinha um pau descomunalencoxada no aeroporto contoscontos eroticos trote da faculdade comi o cú da calouraconto erotico de tanto eu insistir em engravidei a minha professora eu era um meninocontos eroticos que saudade da lingua dela na minha bconto eróticos desejandoa mulherdomeu filhocomi minha sogra e cunhada velha gorda feia contos eróticosmeu marido fez eu ultrapassar tds os limites contos pornosconto erótico viadinho vai morar com os tios e tem que usar calcinha e short de laicracontos eroticos gays atiçei meu tiocontos porno sou puta dos meus cachorroscontos bucetinha novaContos eróticos entradinhasou casada sedusi meu sobrinho contosconto erótico "me bate" tapas na cara bundãocontos eroticos mae e filhocoxinhas grossas conto eroticominha cunhada uma p*** contos eróticoscontos eróticos professora com garotinhoscontos gays de incesto org.com-pai maduro e filho menino veadinhofamily sex 2 - contos eroticosentei no quarto da minha primacontos eroticos de maridosConto de putinha para os tarados da cidadequero ouvir o funk mais soltinho bem curtinho cunhadocomi minha tia em minha cama fingindo que tava dormindo contoscontos eroticos fui castigadaComi minha filha dopada conto eroticoconto erotico gay seduzindo o tio velho coroa grisalhopeguei minha sigra dormindo sem calcinha e meti a pica nelacontos amigo dorme em casa esposameu pai meteu conto gayhomen dotado arronba cu rapaz de programaconto eroticocorno me ligou na horaeu arreganga minha buceta pra eleContos eroticos gay enrustidocontos eu tomando sol peladinha irmao de pau enorme engravida a irma contos eroticoscontos eroticos de mulher casada shortes raxandocontos de coroa com novinho