Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODIDA POR UM DESCONHECIDO!

meu nome é Juliana, tenho 20 anos, 1.60 de altura e 56 quilos, sou morena, tenho cabelos lisos e sou ruiva. um corpinho bem desenvolvido. bom sou solteira por via das contas, estava namorando um gatinho lindo, mas ele me despensou, fiquei meses mal com isso, mas hoje meus amigos me chamaram para ir na festa, saimos de casa era 23:00 chegamos la estava cheia, e muitos homens lindos me olharam, eu fiquei toda excitadinha, imaginando fuder com um desconhecido. estava tocando funk, e eu rebolava que nem louca, ja tinha bebido bastante, e estava de vestidinho, os homens ficavam olhando minha calcinha de rendinha vermelha, e ficavam louco, e eu cada vez rebolava mas, e nessa de provocação chega um moreno, forte, lindo atras de mim, aparentava ter 25 anos, e escosta seu corpo junto ao meu, nossa eu quase morri de tanto tesão, ele falo no meu ouvindo qual era meu nome, e eu disse, e perguntei o nome dele, era Diego, era solteiro assim como eu, ficamos dançando, eu me esfregava naquele pau maravilhoso, ja durinho escontando na minha bunda, ja estava toda molhadinha, e chamei ele para irmos pra um lugar mas calmo, ele perguntou se poderia ser na casa dele, e eu topei, não era virgem, pra que iria recusar e ter medo ? assim foi eu toda excitadinha, chegamos a casa dele ja nos beijamos, ele me agarrava e apertava minha bunda, eu me roçava nele, e beijava seu pescoço, eu não aguentava de tanto tesão, quele homem maravilhoso me agarrando, comecei a tirar a roupa dele, e ele a minha, tirei aquela cueca branca, vi o que me esperava, um pau grande e groço durinho, me ajoelhei, olhei pra cara do Diego, ele estava de olhos fechados, lambi sua cabeçinha, e ele deu uma gemedinha baixa, então sem perder tempo, abocanhei aquele pau delicioso, fazendo um vai vem rápido, Diego gemia e agarrava meus cabelos, ele dizia: lambe sua cachorra, chupa meu pau, ah, gostosa, com aquilo eu ficava louca, chupava tudo, aquele pau ja pulsando na minha boca, comecei a chupar e a punhetar ele ao mesmo tempo, ele gemia tão alto e me chamava de puta, ja não se aguentando, me puxo e me deito na cama me fazendo ficar com as pernas abertas, se posicionou no meio e esfrego aquele pau na minha bucetinha ja toda molhadinha, boto a cabeçinha e tiro, eu pedia pra ele enfiar tudo, e sem perder tempo, ele colo tudo na minha bucetinha, de uma vez, eu soltei um gritinho de dor e de prazer, ele começo fazendo um vai e vem muito rapido, arrombando minha bucetinha, eu gemia muito alto, pedindo mais, ele enfiava com tudo, me chamando de putinha, eu delirava com aquele pau gostoso dentro de mim, comecei a tocar meus peitos, apertando-os com vontade, chamava ele de safado, ele gemia na mesma frequencia que eu, e massageava meu grelinho durinho, ja toda excitava pedi pra ele me comer de quatro, ele me coloco de quatro, e enfio denovo na minha bucetinha, eu gemia, e ele colocava com raiva, eu comecei a rebolar naquele pau, ja nao me aguentando, gozei, gritei de tanto tesão, ele vendo aquilo sá o deixou com mas tesão, ele dizia: gozo sua cadela? agora espera seu leitinho, porque não acabei, aquilo me deixo louca, eu queria que ele me fodesse toda, queria ficar toda arrombadinha pra ele, ele então me pediu pra sentar no seu pai, assim eu fiz, estava sendo uma verdadeira cadela, sentei com tudo, comecei a cavalgar naquele pau grosso, ele me chamava de puta e de cachorra, eu sentava e me esfregava naquela pica, ele apertava minha bunda e me ajudava com os movimentos, eu louca com aquilo, aumentei o ritimo, e sentei com mas força, ele começo a gemer mais alto, e dizia : senta no pau sua vagabunda, quero te ver toda arrombadinha. eu sentava e rebolava, gemia sem parar, aquele pau grosso dentro de mim, um desconhecido me fudendo, aquilo me deixava mas excitava, ele sem aguentar gozo dentro da minha bucetinha, senti aquele leitinho quente escorrendo pelas minhas coxas, cansadinha deitei ao seu lado, e ele me disse: ainda é sá o começo minha putinha, me assustei pois meu namorado gozava e acabava por ai, fiquei ainda mas excitada, pois receberia mas pau na minha buceta, ele me coloco em pé e de costas, e disse no meu ouvido : agora quero esse cuzinho, eu me enganei, nao era na bucetinha, ele não espero eu responder, e enfio no meu cuzinho de uma vez sá, eu dei um gritinho bem alto, mas a dor se transformo em prazer, ele enfiava com tudo no meu cuzinho, eu ficava muito excitava, ele gemia no meu ouvindo me chamando de cadelinha, eu comecei a rebolar, queria tudinho dentro de mim, eu gemia que nem uma louca, ele enfiava cade vez mas forte no meu cuzinho apertadinho, morrendo de tesão comecei a me mastubar também, com uma mão eu coloquei encima do meu grelinho, comecei a esfolar ele, eu gritava de tanto tesão, nunca tinha sentindo aquele fogo, ele bombava no meu cuzinho que nem louco, eu chamava ele de cavalo, ele estava louco de tesão outra vez, ja esperava a hora de ele gozar outra vez, eu estava chegando ao meu orgasmo, então comecei a esfregar meu grelinho com mas força, e ele enfiava com mas rapidez arrombando minhas ultimas preguinhas. ja não me aguentando com aquele pau bombamdo meu cuzinho e meus dedinhos esfolando meu grelinho, gozei que nem louca, e tive um orgasmo maravilhoso, gritei alto, e ele sentiu tanto tesão a essa hora que gozo no meu cuzinho, fiquei doidinha com aquilo, aquela porra quente no meu cú, adorei, deitamos exautos, Diego era um homem átimo, lindo e bom de cama, tivemos muitas outras noites juntas, mas isso eu conto depois ...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


https://idlestates.ru/conto_29032_espiada-no-natal.htmlxoxota toda ardida com a madeira dentrocontos eroticos de negros em hospitaisescandalosa enrabada contoscontos eróticos genrogarota adolecente safadinha mostrando ospelinhos da bucetaconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arrombouconto erotico de velha gorda sem dentaduraoque falar quando um menino fala pra voce "quero lhe fuder"??meu primo rasgou meu cu gayconto erotico chantagem e comeram minha esposacontos eróticos as amiguinhasmeu marido viajou peguei o carro paguei travesti contoscontos eroticos gay acordado na noite pelo meu paiconto erótico menina zuando pau pequenoWww.contoseroticos/grátis Ler/no aviãomulher chupando o pau do Felipe e as outras olhandoconto erótico com sete anos meu tio chupou mlnha bucetinhainiciando a filha da namorada contosum bode fudendo variss cabritinha vigemcontos de cú por dinheirocontos eróticos genrocontos eroticos comi a buceta da minha amiga na capoeiracasado chupa travesti contoa arte de apanhar contos eroticocontos eroticos de regata sem sutiacontos me faço de recatadaconto erotico de fui comida pelo amigo do meu esposo insperadamenteamigo emrabando o outro contocontos eroticos brincarcontos eroticos peguei meu sobrinho de Pau durocontos heroticos gay meu tio de dezoito me comeu dormindo quando eu tinha nove anoscontos gay calcinha motcontos meu vaqueiro me comeu na marraContos eroticos- meu pai me xingando no sexoconto enrabando a sogra mandonainfância;contos eróticos;enrabadocontos eróticos traindo rexcontos de gay sendo humilhado pelos pauzudoConto erotico no sitio casa de dois comodose foi assim que comeram minha esposacontos de sexo ensinei ela a chupa minha buceta/lesbicasarrombado cu de subrinha contocontos casada bunda com celulite fotos velhacontoseroticos assaltocontos eroticos porno de pirralhas inocentescontos gays gemeosconto erotico sair.com minha sograUm bucetao iniciada por um negão roludo casadoscontosconto minha madrasta me transformou em mulhercontos eroticos anal iniciando minha filhinhasacsnagen s comvoyeur de esposa conto eroticocontos gays de irmao quebrando o cabaco do irmãozinhoTennis zelenograd contoEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DI CALCINHA FETICHE OLHONDO ESELHO MINH BUNDACasa dos contos minha primeira vez gaycontos de pagando com ocúconto corno cruelcontos eroticosperdi mibh virgindade com meu vizinhocontos eroticos de humilhaçãoera menina meu primo batia punheta pra mim olharcontos perdendo a virgindade num incestofotos de novinhas mechendo na bucetinhajnoiva tarada melando o pau do. noivoeu meu amigo e sua namorada contos biconto etotico minha esposa fudendo com meu pai e meu irmaocontos eroticos homens cavalos e mulheres fogosascontos.eroticos fui.fodida pelo tio velho da van escolarcontos eróticos na saída do paredão comendo c* virgemcontos eroticosirmazinhacontos meu tio dedava minha xaninha