Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SOBRINHA ADORA LEITINHO QUENTE

Clara tem 19 aninhos, um rosto linda com bochecas rosadinhas e cab bem liso preto. 1.55 47 kg peitinhos duros e pequenos e uma bundinha empinada apesar de pequena.

Um bibelo, parece que se apertar quebra de tao delicada. Criada no interior, ela é filha de minha irma mais velha, e é a caçula de tres irmas. Nessas ferias de julho fui passar uma semana com minha irma .Sempre tive uma boa relaçao com as meninas, especialmente com Clarinha que sempre foi mais carinhosa comigo, sempre me abraçando, sentando no meu colo, me levando a excitação. Ela com 19 aninhos nao

se apercebia que meu pau endurecia sempre que ela ficava no meu colo.. Mas desviava esses pensamentos. So que vendo Clara agora com 19 seios e bunda maiores comecei a pensar nela como uma possivel transa. Como nao nos viamos fazia dois anos ela ficou o tempo todo grudada comigo, ja que estava de ferias. Saimos para o shopping, praça, sorveteria, ela me apresentava seus amigos e amigas. Acontece que uma dessas amiguinhas dela, a Diana, ficou muito afim de mim. Sou branco olhos verdes 1.83 e boa pinta. Apesar de ser bem mais velho ela ficou me secando o tempo todo e dando indiretas. Percebi que a Clara ficou morrendo de ciumes e gostei daquilo. Resolvi dar corda para Diana, pra ver no que ia dar, e a convidei para um ir na no cinema com a gente. Percebi a raiva contida na minha sobrin ha e gostei mais ainda. Diana era tipo gostosa e tinha ja peitos medios e bundao e usav a naquela tarde uma micro saia e um topizinho deixando de fora a barriguinha que eu adoro vwer. No cinema comprei pipoca e fiquei no meio das duas. Minha sobrinha se encostava em mim querendo atenção e as duas pegavam pipoca no saco no meu colo. Diana começou a roçar a perna na minha e eu dando corda, aquela menina era mesmo safada. Peguei a mao dela e desviei do saco de pipoca e pus na minha rola sobre a calça. Ela se assustou tirou a mao, mas logo depois colocou de novo, alisando e apertando o caralho dentro da bermuda. Minha sobrinha quis ir no banheiro, e ai ficamos sos e aproveitei para colocar a mao por baixo da saia na xaninha dela. Ela enfiou a mao dentro da bermuda e apertou meu caralho, chegou a doer ai falei p ela ir devagar, ensinando a punhetar, o que ela fez ate quase eu gozar, pq minha sobrinha chegou e viu o que a gente tava fazendo. Ela n falou mais comigo o filme todo. Em casa fomos conversar e ela perguntou se eu n gostava mais dela. Disse que gostava muito dela, ai ela perguntou se podia fazer o que Diana tava fazendo. Como so estrava em casa eu ela e a irma mais velha que tava vendo tv na sala resolvi arriscar e deixei ela pegar no caralho que ja tava claro de pe. Fui ensinando el ela pegando o jeito bem rapido. Ela falou pra eu ensinar tudo a ela. Ai mandei ela lamber e la fez cara de nojo. Eu falei que as mulheres fazem isso para agradar os maridos e namorados ai ela tomou coragem e começou o boquete meis delicioso. Nao pela experiencioa dela mas pela visao dos deuses que eui estava tendo. Aquela boquinha linda e pequena tentando colocar meu monstro para dentro.

Tirei a calcinha dela e comecei a chupar a xaninha dela ao mesmo tempo. Ela se contorcia a cada lambida e gemia. Chupei ate ela ter seu 1 orgasmo com um homem. Ela ficou moliha e vermelha no rosto. Disse que sempre foi apaixonada por mim e queria que eu fosse seu 1. Resolvi arriscar tudo, coloquei a cabeça do pau na entrada da xana e fui aproveitando o gozo que ela teve para entrar . Senti chegar o cabaço, falei que ia doer um pouco, mas que depois ficaria bom. Ela disse pra ir, e eu meti a rola rirando o cabaço dela, ela gritou, deixei ela acostumar um pouco e comecei a foder aquela ninfeta apertadinha com vontade ate ela gozar de novo dizendo que me amava e em seguida eu gozar nos seios dela. Gelei quando vi minha outra sobrinha espiando tudo quetinha e de boca aberta, mas isso é outra historia...............

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Casadas com tio contoscontos gay favelaconto o inimigo do meu pai me comeu conto erótconto lesbicsmarido dormiu eu me depilei toda contosqueria comer meu anelzinhoconto erotico de dois amantes que se amamcontos eroticos irmaDiaristasafadinhacontos eroticos dona zefacontos eroticos-melhores amigosESCRAVO DO MACONHEIRO contoContos visinha de 19dei para um cavalo contos eroticoConto erotico advogada enrabadacontos erotico com minha sobrinha mais novaMeu nome é Luiza, tenho 26 anos, 1,70 mcontos eroticos arronbaro e enfiarao tres paus de uma so ves na minha esposa na minha frente e ela adoroucontos corno empretei minha mulher para traveti e fikei vendoFoto pirocudo rasgando bucetinhacontosminha primeira vez lesbicaContos heroticos esposa quer muitas picascontos eroticos eu gravida com vontade.di fuferconto gay amigos do papaidp swing buracoconto erotico de menino com caralho jumentocontos eróticos mamãe puta do meu amigocontos eróticos cdzinhapinto duro pra tu noivaContos eroticos negra entiada comi mae filhacontos de coroa com novinhoConto erotico sogro estuprando nora e gozando dentroconto erótico f****** gostoso a b******** da minha filhinha n******contos eróticos meu sobrinho me chupoucontos meu irmão e eu betinha vendo dei viagra feminino para minha cunhadaContos de viadinho de shortinho socado querendo dar o cuconto erótico cantada pesada na ruasexo com as amigas e as filhas contoscontos eroticos amante vs mulhersou casada meu visinho novinho contosconto erotico ele me encoxou no onibuscontos erotikos comendo o cu da minha madrinhacontos eroticos de enteadasConto comendo a cu dar empregada por chantage conto muito gata quis anal dotadoContos de tesao por uma mulher casadasurda muda gostosa contocontos gay me depilando e pego no flagraConto Erotico Eu meU mrido e minh migloiras fudendoconto eróticoreais conto de incesto mamae mi deu pro pai e irmao mi comercontos fodi com o meu sogro gstsminhaxaninhaardeuMeu penis mede 17 cm e grandeo coroa rico que tirou a virgindade do meu cu no motel que ele fez eu vira seu gay ele adora fuder meu cu no motel ele me ligou pra eu ir com ele pro motel eu fui com ele no seu carro pro motel eu e ele dentro do quarto eu chupei seu pau ele começou a fuder meu cu ele disse pra mim eu não vou goza dentro do seu cu eu vou gozá dentro da sua boca pra você engolir minha porra ele tirou seu pau do meu cu ele disse pra eu chupar seu pau eu comecei a chupar seu pau ele gozo dentro da minha boca eu engolir sua porra conto eróticoconto de rasguei o cu da minha avóencoxol com jatos de porradescabaçando um hetero contoorando outros peitões da bundona gostosacontos e Relatos reais de nora transando com sogro em Brasíliapai quero atencao contos eroticoschupar mulher elaelecontos porno esposas estuprados submissosme mesturbei no banheiro e agira?contoseroticossonhoslésbicas chupando sopinhascontos eroticos meu patrãomeu padrasto meu donovidio.da meninas do corpiho gostozucontos porno de casadas no cinemacontos eroticos cheirando a calcinha mijada da erma gordinhaconto minha cunhada e sua amigahomens q gosta d ve sua mulher com uns roludos novos contoscontos de cú por dinheirogai bebendo porra de varios macho no cinema conto eroticomoleque engravidando gostosa contopais se esfregando na filha shortinho corcontos de sexo eu meu amigo e minha esposacontos erotico-você fodendo muito meu cuzinhoconto menino eu era fudido pelos meninos negroscontos gozada da maecontos dexei minha mulhe tomando no cu na minha frenteFoto pirocudo rasgando bucetinhaConto etotico ninfeta putinha so dorme peladinha e arecanhadinhacontos zoo meu marido sem eu saber viciou o cao passando minhas calcinhas para ele cheirarcomi o cu da minha sogra linda e da filha elas gritavacontos porno sogromulher enrolada na toalha fica excitada e trepa gostosocontos de velhas dos seios bicudocontos erotico estrupando sogracontos eróticos meu pai comeu meu amigo gay ilustradoo caminhoneiro engravidou minha mulher eu confessoestoria porno a fantasia do meu marido e c cornocontos de bucretao grande