Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

GISA EMBREAGADA E O INQUILINO

Semana passada fomos a uma festa no Sábado a noite, coisa de família, e lá tomamos todas mas eu o Corno procurei ficar lúcido, acompanhei na cerveja mas fazia questão que Gisa empinasse mais os copos.

Depois da noitada fomos pra casa lá pelas 2 h da manhã. Abrindo a porta percebí que o BE estava novamente assistindo os filminhos dele. Cumprimentei e levei Gisa pro quarto quase desmaiada. Dei um café pra ela e fui tomar banho.

Nesse meio tempo deixei o chuveiro ligado fui espiar se o BE continuaria na sala.

Olhei no sofá e sá ví a TV ligada. Fui espiar no quarto, pé por pé. A porta estava entreaberta e a janela sá com os vidros fechados pegando toda a luminozidade da rua. Dava pra ver bem a cama e todas as cenas mas meio escurecidos. Demorou um pouco pra acostumar minha visão.

Gisa de vestidinho vermelho já na metade da bunda e com a calcinha aparecendo. BE estava beijando ela na nuca e bulinando a bunda, metendo os dedos por cima da calcinha mesmo. Ela sá murmurava "Vai dzzormi... meu maridzzo já ssá vindzzo fra cama..."

BE irredutível disse que já ia sair assim que gozasse naquela bunda gostosa. Fui ao banheiro e desliguei o chuveiro, voltei correndo pra continuar espiando.

BE pegou ela de 4, puxou pela cintura e começou ajeitar o pau. De roupa e tudo, ele forçou até que rasgou a calcinha, foi enfiando ela reclamava mas não conseguia fazer nada. Então percebendo sua impotência, Gisa começa a pedir mais, "Ta bom, mas então me rasga todinha, quero ficar bem lambuzada, me enche de leitinho vai meu branquinho. Mas quero muito beijo tá..."

BE se debruçou por cima dela enfiando lentamente e beijando-a no pescoço, orelhas e demoradamente na boca. Gisa, a cada 2 minutos desmaiava. BE então pegou ela de 4 novamente e começou a socar. A cama batia na parede. Ele nem se importava. Sem conversar com ela, em 19 minutos gozou na buceta dela. Encheu. Gisa se virou e pediu mais beijo. BE subiu em cima dela novamente e começaram os amassos. Gisa dizia "nooossa, quanto leite, naquela noite lá na sala não deu pra fazer isso né? Até parece que estou menstruada. Quanto leitinho, meu marido não goza tanto assim, pena que não foi na minha boca. Agora vai pra sala vai. Na práxima noite quero te dar uma surpresinha bem apertadinha, tu vai adorar mas agora me beija mais vai, humm assim aai to gozando.. uuuhhh.Meu gosozinho alemãozinho "

Logo depois BE saiu do quarto se escondendo e muito depressa. Tanto que nem me viu ao lado da porta abaixado.

Depressa eu entrei no quarto, tranquei a porta e sem perder tempo arregacei as pernas dela e caí de boca naquele bucetã arregaçado por outro macho. Gisa meio desnorteada sá dizia "chupa, isso vai gostozo, isso é o que o nosso inquilino deixou pra você. Que delícia ver o meu corno chupando minha buceta toda melecada e arrombada, assim vou gozar de novo. Chupa, chupa aaaiii deliiiiiiicciia.. Bom, no fim das contas eu gozei muito feito louco, lambuzei toda a cama mas Gisa não conseguiu então ela já me xingou dizendo "mas o que é isso, não consegue se controlar? e agora... aaah não, eu vou ter de dar um jeito nisso". Ela veio até o meu pau e chupou, mesmo mole, chupou bastante, depois me deu um beijão na boca e meio cambaleando, passou o seu perfume e saiu do quarto pra ver o BE. Este que nesta altura já estava dormindo.

Eu, como um bom corno, fui atraz pra espiar mais uma vez.E socando uma punheta ví ela entrar no quarto dele. Como ela tem medo do escuro, pediu que ele deixasse a porta do banheiro do quarto aberta.A luz do banheiro iluminava a cama. A porta do quarto estava também aberta devido a um problema nas dobradiças, já de propásito, é claro.

BE estava deitado de barriga pra cima sá de toalha enrolada na cintura. Certamente havia tomado banho depois de comer minha esposa desmaiada e, cansado, apagou na cama. Gisa chegou de mansinho afastando a toalha e da mesma forma, sem as mãos, foi abocanhando o caralho do seu amante. Gisa sugava com força e BE acordou, percebendo a situação, ele agarrou a cabeça dela e forçava contra seu pau.Gisa se engasgando elogiava o cretino, quando numa das estocadas na boca dela BE não suportou mais e gozou como sempre inundando sua garganta e espirrando no rosto dela.

Gisa limpou tudo, tirou a calcinha rasgada e deitou ao lado daquele alemãozão. Dentro de mim havia uma mistura de sentimentos, ciúme + tesão, mas sá de olhar e escutar tudo aquilo eu já tinha gozado 2 vezes.

Ela ficava se esfregando nele e beijando feito namoradinha. BE, meio cansado, ficava mais na dele e aproveitava a situação. Gisa ficava bolinando o mastro de BE que logo ficou rígido como um osso. Não era muito grande mais ou menos 19cmx5ou4 sei lá. Mas tinha uma energia. Gisa logo subiu em cima dele e sentou feito uma vadia.

Primeiro foi de vagar, sentava e levantava lentamente. Depois começou a rebolar e pedia quase gritando " soca, SOOOCCA, ENFIA TUDO, ME CHAMA DE PUTA, ME ARREGAÇA DE NOVO, ME ENCHE DE LEITE MEU AMANTE GOSTOSO. Tú dá de 19 no meu marido. Ele tem um pauzinho de 15cm e goza sá de encostar em mim. Tú não, tú é um cavalo gostozão. ENFIA VAI, FODE FODE FODE AAAHH, ÃÃÃÃÃIIIIM"

Disse também que todas as noites iria dar muuuuito pra ele até ele gozar e depois ia me esperar na nossa cama toda gozada. E era pra ele comer Gisa no nosso quarto que ela sempre quiz fazer isso.

BE não aguentou e pediu pra comer o cúzinho dela. Gisa sá saiu um segundo de cima da pica dele lambuzou o cú e sentou forçando a entrada e pedia pra ele "Agora quero que vc tente enfiar de uma vez sá, vai vai. Soca duma vez".BE atendeu e conseguiu enfiar tudo na primeira estocada. Gisa soltou um berro e caiu em cima dele beijando muito. Sugava a lingua dele, mordia o pescoço e voltava pra boca dele até que os dois começaram a gemer juntos. Gisa avisou que ia gozar e BE sentou abraçando ela e chupando os seios dela, Gisa pegava o rosto dele e beijava chupando também sua boca. BE enfiava os dedos juntos com seu pau no cuzinho dela até que gozou também. Os dois ficaram se beijando ainda por uma meia hora. Gisa saiu do quarto dele e me viu parado na porta.

Me deu um beijinho na boca e no meu ouvido me chamou para o quarto dizendo " agora eu quero um banho de lingua e se tú quizer gozar de novo, fique a vontade. Se quizer comer o que sobrou, também pode. Agora eu já fiz tudo o que eu queria fazer. Gozei, chupei, tomei leitinho, dei meu cuzinho pra gozar, to toda arregaçada e bem fodida. Pode fazer o que tú quizer comigo tá, meu corninho particular".

Fomos pro quarto e já era 4h da madrugada. Chupei, beijei e comí essa PUTA DA ZONA em quem minha esposa se transformou. Ela nem sentiu nada e acabou dormindo comigo em cima dela.

Quando terminei ela me beijou deu boa noite e virou aquela bunda gostosa pro meu lado. Pegou meu braço e passou por cima dela para que eu a abraçasse. E assim dormimos as outras 4 horas.

Pela manhã no café, BE estava com o pescoço todo chupado com ematomas e Gisa também tinha algumas marcas. Eu fingí que não ví nada, apesar de Gisa estar com uma businha decotada de alcinha e bermuda de ginástica pra mostrar o bundão pro BE.

Adorei esta noite.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


realizando sobrinho sensualRenato shortinho coladinho fazendo na rolaContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu paicontos eroticos com a velha vizinha cabeludaConto erótico namorada mestiçaSou casada fodida contoconto erotico com o velho do asiloquero uma menina cabelos longos escuros deitada na piscinacontos eroticos sobrinhoconto erotico peguei um filhote de cachorro e ele me fudeucanto erotico meu amigo negao comeu meu cuchupou tio i phonecontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoxoxotao capusaoamiga da buceta e bunda grandes contos eroticosconto erótico eu meu namorado e minha amigacontos eroticos mandei meu filho mete no meu cuzaourso tiozao roludo conto gaycontos eroticos comendo o cuzinho da minha esposaporno homen bebeno gala du trans dotaduconto erotico corno puta e paicontos eroticos engravide minha sogra ea irma delacontos eroticos sou coroa e gosto de garotaocontos eroticos uma senhora de. bem parte 6pornu de video de traveti ezibidu pica gigateConto erotic dormi na casa do vizinhocontos eroticos comendoa crente no trabalhoele me enrabocontos erótico de estupro em boatescontos eroticos dei ao papai e fingi dormirMeu oai meu primo e eu contos gaysou hetero mas ja paguei um boquete e gostei muitoSou casada mas bebi porro de outra cara contoscontos eróticos falando de orgia em faculdade de juazeiro do Norte conto fiz sexo oral em padreler c/ erot/ com as cunhdas da da roçacontos sexo estorando cu virgemscontos eróticos minha esposa e os dois n***** africanoscontos gozada da maeZofilia Homem fodendo forte acadela ela chora sentido dorconto incesto cunhadacontos eroticos mae e filhoconto erotico mamãe sentando no meu colo no carro lotadocontos eroticos meu cachorro e minha primaDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos eroticos enganogay negro bebado sente pora escorrendo no cucontos eroticos meu alunoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorContos eroticos comido por um caocontos erotico com pai come o cu da filha de nove anos escretopesquisar saístes da putaria lésbicas como fazer sexo com uma menina virgem e quebrar seu cabassocontos pequei minha prima com o namorado dela e chantajiei elaconto erotico de torneio de sinucaconto de delegado que comeu cu de homem casadoContos de pai me banha e enxuga a xoxotaasfantazias das mulher de pornofoi com marido pra praia mas deu uma escapada prafuder com estranhocontos eróticos irmãdoce nanda trepando e dando gostosinho contos eroticoscontos eroticos tomei uma surra de rolasfrancisca metendo chifrequero uma menina cabelos longos escuros deitada na piscinaconto erotico mae zangadaum conto gozando no motelZoolofia cominha cadela ler istoriacontos eroticos da esposa escravizadaconto erotico funk perdi tive variosConto erótico Brincando de esconde esconde com o garoto mais velhocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosaluninha dando cuzinho virgem para o professor pirocudo contos eroticosconto de filho dano o cu ao padastrocontos eróticos ônibus de viagem gaycontos de putaria casal com garçom doutadomulhe dane a buseta a primeira vezcomtos de incesto com subrinha bebada depos da balada no carrocontos eroticos de mulheres obesascontos erótico arrependimentos e chorandocontos erótico ginecoligista e novinha