Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A SEDUÇÃO DE SABRINA

Era noite. Sabrina estava sá em seu apartamento apás um longo dia cansativo no trabalho. Tudo que ela queria se resumia em um bom banho, um vinho e uma companhia. Ah, como seria perfeito alguém para lhe tirar todo aquele stress. Mas quem? A moça havia terminado um relacionamento e desde então resolveu focar-se apenas no trabalho. Imaginou que manter a cabeça ocupada seria bom para não pensar no dito cujo. Enfim, hoje ela se encontra mais do que resolvida. E que mulher resolvida! Sabrina estava no auge de sua forma! Uma perfeita morena dos olhos verdes, com um corpo de invejar qualquer uma. Seios não tão fartos, mas que cabiam na mão de qualquer homem que desejasse fazê-la feliz, durinhos, macios e muito, mas muito convidativos! Pernas grossas, curvas que se completam formando um cálice em seu corpo. Seu rosto sereno, olhar fixo e sedutor fazia qualquer um ficar de boca aperta quando passava. E ela não dava nem moral. Sabia de seu poder e esperava o homem certo para dar o bote. Naquela noite decidiu que não ficaria sozinha. Correu para se arrumar, mas não muito, para parecer alguém que não quer nada, não espera nada, não está a fim de nada. Ela também não precisava muito, né? Colocou um vestido florido e rodado, mas que realçava seus belos pares. Uma maquiagem básica, brincos elegantes, um salto descolado. Seu cheiro de mulher se misturava com um aroma doce do Chanel que usava. Desceu até o térreo de seu prédio onde se localiza um dos restaurantes mais finos da cidade e se dirigiu ao bar. Logo que chegou avistou um possível candidato, mas este já estava acompanhado. Como se fosse algum problema para elaÂ… Resolveu investir. Pediu um bom drink e foi sentar-se práximo aos dois. De início lançava olhares, mas depois começou a provocar com seu corpo. Fazia gestos discretos, mas que estavam tirando o fôlego do jovem! Quando a tal acompanhante se retirou para usar o toalete, Sabrina logo levantou, foi até o rapaz e sussurrou em seu ouvido: “Estarei te esperando no apartamento 484, daqui 1h. A porta estará aberta…” O jovem prontamente puxou seu braço e perguntou o nome dela, a morena virou-se num rebolado envolvente e disse: “Sabrina, apenas…” . Assim voltou para seu apartamento com a certeza de que o belo jovem desconhecido viria. Ela já havia pensado em tudo, deixando sua casa preparada para a noite que logo aconteceria. Acendeu velas em seu quarto, colocou uma, como se diz, “sexy music” para tocar e foi deixar a porta encostada. Ah, antes disso, claro, colocou uma lingerie preta a altura de sua beleza. Um sutiã de bojo com rendas pretas e brancas, um fio dental com um “inocente” lacinho no bumbum, cinta liga, e uma camisola preta também, mas transparente. Passou-se uma hora e nada do rapazÂ… Sabrina começou a ficar meio inquieta, pensando que não o havia seduzido o suficiente. E ao se levantar para ir trancar sua porta e ir dormir, lá está ele! Parado, olhando para seu corpo com um olhar de desejo e vontade. Ela dá um sorriso e pede para que ele entre. Ao perguntar seu nome, Sabrina é surpreendida com um caloroso beijo. Daqueles de tirar o fôlego mesmo, sabe? De deixar qualquer mulher molhadinha de tesãoÂ… Porque com um beijo desses o que imaginar do resto? O rapaz continuou beijando-a, mas agora mais lentamente... Seguiu para seu pescoço dando leves chupadas, mordidinhas na orelha, nuca... Nisso, a empurrou para o sofá e foi descendo. Olhou maravilhado aqueles dois seios empinadinhos e caiu de boca nelesÂ… Sabrina cada vez mais ia se enchendo de tesão, contraindo-se, dando gemidos baixos e pedindo mais. O moço depois de muito se deliciar, continuou descendo, passou por sua barriguinha, umbigo, e ao chegar à virilha olhou para ela, deu uma risada malandra e disse: “Sua vezÂ… “. Eles inverteram suas posições e ela o beijou com tanto desejo que não aguentava mais, foi tirando lhe a roupa numa fúria de quem quer ser possuída o quanto antes. Ele apenas sorria para ela como forma de aprovação. E assim continuaram com as quentes caríciasÂ… Ela não se contendo, foi brincar com ele, simÂ… aquele delicioso pau desconhecido que cada vez a excitava mais! Depois de algum tempo chupando aquele cacete gostoso, se lambuzando toda nele, o homem se levantou e começou a meter naquela boquinha que horas antes o estava convidando para uma noite incrível. Sabrina estava muuuuito excitada, e não aguentando mais pediu para que ele metesse em sua “menininha”. “Quer que eu meta nessa buceta molhada, quer? Vai aguentar mais um pouco, pois quero sentir o gosto do teu prazer!”. Sabrina gemia de tesão, estava quase gozando de tanto ser lambida, mordida, chupada por um estranhoÂ… Enfim, tantas brincadeiras com dedos, com a cabecinha daquele pau duro sá ameaçando entrar, mas nada faziaÂ… Quando ela estava para gozar, o rapaz parou, pegou aquela pica dura e colocou a cabecinha na xaninha de Sabrina para sentir suas contrações e o meladinho do seu gozoÂ… Mas ele não aguentou e os dois começaram a foder gostoso! E que delícia sentir aquele pau abrindo sua bucetinha duma vez, indo fundoÂ… Os movimentos eram perfeitamente sincronizadosÂ… um vai e vem sacana que deixava Sabrina mais louca do que já estava. Nunca tinha ficado tão excitada no sexo quanto hojeÂ… Será que era pelo fato de não conhecer o rapaz? Ainda não sabia, e preferia não pensar. Queria aproveitar cada segundo daquela transa safada! Ela pediu para ficar de quatro e quando ele começou a comê-la com a visão daquele rabo delicioso, não aguentou e quis gozarÂ… Tirou o cacete para fora e comentou: “engole tudo, minha safadinha”. Sabrina se deliciou naquela porra quentinha que saia em jato tocando em sua gargantaÂ… Apás gozar o rapaz rapidamente começou a se vestir, e Sabrina sem entender quis conversar. Tentativa em vão. Ele se vestiu, deu um beijo em sua boca e foi embora, sem nada dizerÂ… Ela não entendeu muito, mas também não ligou. A única coisa que importava era o sexo, e isso ela conseguiu sem problemas. Gostou tanto que passou a repetir com vários outros estranhos, nunca se esquecendo de sua primeira vezÂ…

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de humilhaçãosuco de uma magrela trepando em pornô famíliadesvirginando sobrinhaconto esposa tioConto erotico forçada a ser lebisca ou chupa ou leva porrandaconto erotico de leke fudendo carenteContos eroticos menininhacontos eroticos gays atiçei meu tioo assaltante e a vitima contos eroticosnovinha teen transando na cam de bruços com namoradoMinha tranza com animais contosLuizinho meninos novinhos um transando com outro pela primeira vez de dois primos transando comcontos eróticos Nilza A esposa do meu amigo conto flagrei minha irma dando e enrabeiwww contos eroticos de incestos como minha mae e minha irmameu marido comeu nossa filhafodendo gostosa e esporo contos eróticoscoroas cavalas emsabuando travestinão anãozinho chupa meu pauo que sua esposa achou do menage femininoempregada deu a bucetinha ao patrao sobre chantagemMamando o netinho contoseroticoscontos eroticos de novinhas q fes anal parra nao perde o namoradocontos eroticos de cu fedidocontos de coroa com novinhosafada desde pirralha contosfudida pelo irmaocontoeroticoconto fui pego na punhetaconto erotico incesto casal estupra cunhadinhaporno de marido bebedo em casa obricando a esposa a fazer sexo com elesafadezas da adolescência contosconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arromboucontos minha mulher foi fodida na praça por estranhoscontos eróticos cdzinha eu tinha corpo de menina e ele disse que eu teria que dar o cuzinho pra eleconto erotico quando eu era menino um negao me comeupapai me come porfavor contos eroticospordinheirocontosporn pros.comdp grandegostosa com sainha rodadinha e muito curta e homem passando a mão na buceta delacontos eroticos fodendo minha cunhada novinhaTennis zelenograd contocontos eroticos comi minha prima no rodeiocontos esposa do clienteesposinha chorosa: contoscache:d8S3mF85a4oJ:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria_4_11_incesto.html conto erotico encoxada vizinholer conto erótico f****** a minha tia numa festa fantasiaconto gay dei dinheirocontos eróticos esperava o meus dormir eia na cama do papaiContos eroticos para ler incesto abusandoContos de coroa chatagiada pelo sobrinho e gostandocontoerotico meu padrastomim comeuComtos erotico 6 com a casada.video conto traiu marido punhetaConto meu marido me obrigou a trepar com o mendigocontos eróticos f****** gostoso na mesa de bilharhomen preto com olhos castanhos peladinhoscontoerotico de escoterasdiana sentindo pica pela primeira vezcontos de fudendo coroas dos seio bicudo de maiscontos eroticoa arronbada pelo titioComtos heroticos da cunhadinha viviane dando pro cunhado reinaldocontos fofinha menina de dez anoscontos eróticos me estruparao por ser orientalContoseroticos minha enteada novinha sendo estuprada por dois roludosconto seduziu heteroTranzei cm meu primo,contocontos de menininhas sentando no colo de homenspassei a mao na menina conto erticomorena cabelos pretos seios durunhos e aureulas escuras delicia